Itanhandu

Rapaz acusado de morte é absolvido pelo Júri popular em Itanhandu/MG




O assunto mais comentado em Itanhandu – Minas Gerai foi o júri popular de João Cézar de Castro Neto, ocorrido no dia 30 de junho, onde o rapaz foi absolvido da acusação na morte de um estudante de nutrição na cidade em junho de 2013. Os advogados de Neto, Marcio Godofredo de Alvarenga (Cachoeira Paulista) e Henrique Nogueira Gonçalves (Itanhandu), alegaram que seu cliente agiu em legítima defesa e os jurados absolveram o acusado.
O crime aconteceu em 19 de junho de 2013 em frente à casa de Davi Nogueira Leite, que morreu aos 21 anos por golpes de tesoura.

Na época, a Polícia Militar informou que Davi morreu em meio a uma briga generalizada. A família, no entanto, contestou a versão, dizendo que três suspeitos chamaram o rapaz em casa e o atacaram.

O desentendimento seria consequência de outra briga em que a vítima teria se envolvido no carnaval daquele ano. Além de Davi, o pai e o irmão dele teriam sido feridos pelos suspeitos, conforme a polícia.

Duas pessoas foram presas no mesmo dia morte. No dia 25 de junho, um terceiro suspeito, um rapaz de 18 anos, se entregou à polícia de São Lourenço (MG). Os três acusados são membros da mesma família, mas apenas Neto respondia pelo crime de homicídio.

 
 Envie denúncias, informações, fotos e vídeos.  Adicione o Plantão da Mix Vale no WhatsApp 12 98143-0089

Plantão de Notícias 24h - Whatsapp 012 98143 0089 | Notícias do Vale do Paraíba, Sul de Minas e Sul Fluminense

Copyright © 2017 Mix Vale

To Top