Belo Horizonte

Professor universitário de medicina é morto com dez facadas dentro de ônibus em MG

Um professor da Faculdade de Medicina da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) morreu após ser esfaqueado dentro de um ônibus no bairro do Bonfim, em Belo Horizonte, na manhã desta segunda-feira (13). O suspeito do crime foi preso.

Testemunhas disseram à polícia que um casal estava sentado em um banco próximo ao professor no ônibus, que seguia nos sentido centro. Por volta das 8h, começou uma discussão entre o assassino e o professor Antonio Leite Alves Radicchi, 63.

Minutos depois, o homem mandou a mulher que o acompanhava desembarcar do ônibus e desferiu ao menos dez golpes de faca na vítima, segundo informações da Polícia Militar. Após o crime, o assassino fugiu.

O motorista do ônibus desviou o trajeto da linha para levar a vítima esfaqueada ao Hospital Odilon Behrens, onde ele morreu.

A PM fez buscas na região e prendeu o suspeito do crime, que foi levado à Ceflan (Central de Flagrantes). Segundo a polícia, ele disse que havia se desentendido com a vítima em um bar antes de embarcar no ônibus e cometer o crime.

Em nota, a UFMG lamentou a morte do professor Radicchi, que era docente na instituição desde 1980. O local do velório e do enterro não foram informados pela universidade.

Radicchi foi chefe do Departamento de Medicina Preventiva e Social por dois mandatos, membro do Nescom (Conselho Diretor do Núcleo de Educação em Saúde Coletiva), da Congregação da faculdade e coordenador do internato rural de saúde coletiva.

Na área de pesquisa, desenvolveu trabalhos ligados a políticas de saúde, educação ambiental e médica, programas de saúde da família e saneamento básico.

 

Plantão de Notícias 24h - Whatsapp 012 98143 0089 | Notícias do Vale do Paraíba, Sul de Minas e Sul Fluminense

Copyright © 2017 Mix Vale

To Top