Últimas Notícias

Não é só o 7 a 1: confira sete jogos históricos entre Brasil e Alemanha

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O amistoso desta terça-feira (27) entre Brasil e Alemanha, na cidade de Berlim, será mais um capítulo na história deste que já se transformou há muito tempo em um dos grandes clássicos do futebol mundial. E isso vai além da goleada de 7 a 1 sofrida pelo Brasil na semifinal da Copa do Mundo de 2014, no estádio Mineirão.

Listamos sete confrontos entre os dois países, nesse confronto que completa 55 anos em 2018.  O primeiro foi em  5 de maio de 1963, com uma vitória brasileira por 2 a 1 em Hamburgo.

De acordo com levantamento feito pelo site da Fifa, foram realizadas até hoje 22 partidas oficiais, com 12 vitórias do Brasil, cinco empates e cinco triunfos alemães. A maior parte dos duelos aconteceu em amistosos (18), com nove vitórias do Brasil e quatro da Alemanha.

Ocorreram ainda duas partidas válidas pela Copa das Confederações (duas vitórias da seleção) e ainda dois jogos em Copa do Mundo, com uma vitória para cada lado.

16/6/1973 – Alemanha Ocidental 0 x 1 Brasil – A seleção brasileira fazia uma longa excursão pela África e Europa, em junho de 1973. Em uma revanche da final da Copa do México-1970, o Brasil acabou derrotado pela Itália por 2 a 0, em Roma. A pressão aumentou após um empate em 1 a 1 contra a Áustria. O jogo seguinte seria contra a Alemanha Ocidental, em Berlim e um novo tropeço poderia até ameaçar o cargo do técnico Zagallo. Para sorte dele, o ponta-esquerda Dirceu acabou fazendo o gol solitário na vitória brasileira sobre os alemães.

26/6/1974 – Brasil 1 x 0 Alemanha Oriental – O Brasil enfrentou o futebol alemão em uma Copa do Mundo pela primeira vez em 1974. O adversário foi a Alemanha Oriental, país criado em 1949, quatro anos após o fim da Segunda Guerra Mundial. Depois da unificação em 1990, a Fifa passou a considerar o histórico dos dois países para contabilizar os jogos da seleção alemã. Na Copa de 74, jogando em Hannover, o Brasil sofreu para ganhar por 1 a 0, graças a um gol de falta marcado por Rivellino.

19/5/1981 – Alemanha Ocidental 1 x 2 Brasil Sob o comando de Telê Santana, a seleção brasileira fez uma excursão à Europa que se tornou histórica em maio de 1981. Após derrotar Inglaterra e França, o Brasil teve como último desafio enfrentar a Alemanha Ocidental, em Stuttgart. Foi quando o goleiro Waldir Perez se consagrou, defendendo dois pênaltis cobrados pelo craque alemão Paul Breitner.

21/3/1982 – Brasil 1 x 0 Alemanha Ocidental – Na reta final da preparação para a Copa do Mundo da Espanha, o Brasil novamente teve a Alemanha como adversária. E em um Maracanã lotado, a seleção ratificou sua condição de favorito para o Mundial, derrotando os alemães (que ficariam com o vice-campeonato mundial meses depois) por 1 a 0, gol do lateral Júnior.

16/12/1992 – Brasil 3 x 1 Alemanha – Um amistoso que por pouco não foi o último jogo de Romário pela seleção brasileira. Convocado pelo técnico Carlos Alberto Parreira, o atacante, então no PSV, encarou 16h de voo até Porto Alegre, acreditando que seria titular. Parreira optou por escalar Careca, e Romário só entrou no segundo tempo. Como de costume, não deixou barato e reclamou do treinador em entrevista após a partida, o que irritou Parreira. Romário só voltou a ser convocado no último jogo das eliminatórias, contra o Uruguai, em 93, quando fez os dois gols da classificação para a Copa dos Estados Unidos.

30/6/2002 – Alemanha 0 x 2 Brasil – O jogo mais importante da história das duas seleções. A final da Copa do Mundo da Coreia e Japão, em 2002, marcou a conquista do pentacampeonato pela seleção brasileira. O atacante Ronaldo foi o grande nome da decisão, ao marcar os dois gols do título, superando inclusive o goleiro alemão Oliver Kahn, eleito o melhor jogador daquele Mundial.

20/8/2016 – Brasil 1 x 1 Alemanha – A final dos Jogos Olímpicos também entra na lista das partidas significativas da seleção brasileira contra a Alemanha. Após o empate no tempo normal, o Brasil venceu por 5 a 4 na disputa de pênaltis, com direito a Neymar convertendo a cobrança que definiu a vitória. Foi a primeira vez que o futebol brasileiro conquistou a medalha de ouro olímpica.

To Top