Últimas Notícias

Trajetórias parecidas aproximam volantes de São Paulo e Corinthians em semifinal

ALEX SABINO E LUIZ COSENZO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Aos 10 anos, Liziero foi dispensado pelo São Paulo. A saída foi jogar futsal. Acabou chamado para teste no Pequeninos do Jockey, time de base que tinha parceria com o clube do Morumbi.

Ele agradou tanto ao técnico Zé Silva, que este ficou intrigado pelo garoto não ter ficado no São Paulo.

“Quem te dispensou lá?”, quis saber o treinador.

“O senhor”, respondeu Liziero, de bate-pronto.

Nove anos depois e observado pelo Bordeaux, da França, Liziero tentará colocar o São Paulo, que um dia o dispensou, na final do Campeonato Paulista. Para isso, terá de passar por Maycon, do Corinthians.

As duas equipes se enfrentam nesta quarta (28), às 21h45, pela partida de volta da semifinal do Estadual. Por ter feito 1 a 0 no jogo de ida, o São Paulo jogará pelo empate. O Corinthians precisa ganhar por dois gols de diferença. Se vencer pela vantagem mínima, a decisão será nos pênaltis.

Cobiçado pelo Shakhtar Donetsk (UCR), Maycon rompeu o ligamento anterior cruzado do joelho direito em um jogo sub-17, em 2014. Diante da contusão que poderia comprometer sua carreira, disse para os pais que sua recuperação seria perfeita e que ninguém deveria se preocupar.

No ano passado, foi titular do time que conquistou o título do campeonato Estadual. É a sensação que Liziero gostaria de sentir.

Do mesmo jeito que o hoje são-paulino teve coragem de jogar na cara do treinador sobre quem o havia dispensado, Maycon mostrou personalidade para pedir para sair do Corinthians.

Em 2016, quando sentiu que não teria chance com Tite, quis ser emprestado para a Ponte Preta, apesar do conselho contrário de amigos e pessoas de dentro do Parque São Jorge. Sabia o que era melhor para ele.

Apesar da confiança, o título do ano passado veio como uma surpresa da mesma forma como seria para Liziero. Ele estava em casa, de férias, e leu as notícias de que Dorival Júnior havia sido demitido. Minutos depois, foi chamado para se apresentar na concentração. No domingo seguinte, ficou no banco de reservas na partida contra o Red Bull.

Liziero assumiu a posição de titular contra o São Caetano, nas quartas de final. Seu cartão de visitas foi a campanha na Copa São Paulo de futebol júnior deste ano, quando o time foi vice-campeão. Mesmo torneio em que Maycon se mostrou em 2015, ao fazer gol na final contra o Botafogo.

Com Liziero, o São Paulo tenta acabar nesta quarta-feira com um jejum de 17 anos sem eliminar o Corinthians em disputas de mata-mata e pode ficar mais perto de voltar a ser campeão estadual. O último título paulista foi em 2005.

Com Maycon, o Corinthians busca manter a hegemonia no torneio e usá-lo como trampolim para conquistar a Libertadores, prioridade do clube nesta temporada.

CORINTHIANS

Cássio; Mantuan (Fagner), Pedro Henrique, Henrique, Sidcley; Gabriel, Maycon, Mateus Vital, Pedrinho (Rodriguinho); Emerson, Clayson. T.: Fábio Carille

SÃO PAULO

Sidão; Militão, Arboleda, Bruno Alves (Rodrigo Caio), Reinaldo; Jucilei, Liziero, Petros, Nenê; Marcos Guilherme, Tréllez. T.: Diego Aguirre

Local: Itaquerão, em São Paulo

Horário: 21h45 desta quarta-feira

Juiz: Vinicius Gonçalves Dias Araujo

To Top