Últimas Notícias

Cade autoriza atuação conjunta de distribuidoras para agilizar suprimento de combustíveis

NICOLA PAMPLONA

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) autorizou nesta terça (29) a cooperação logística entre as três maiores distribuidoras de combustíveis do país para tentar agilizar a regularização do abastecimento no país.

A medida foi solicitada pelas próprias empresas, sob o nome Protocolo de Crise de Abastecimento, e propõe uma atuação conjunta na operação da logística do abastecimento entre BR Distribuidora, Ipiranga e Raízen, que opera com a marca Shell.

“Trata-se de medida excepcional e emergencial visando a melhoria do bem-estar social em momento de crise”, disse, em nota, o superintendente-geral do Cade, Alexandre Cordeiro.

O protocolo permite às empresas criar centros integrados de operação logística para gerenciar em conjunto estoques, frota e a demanda de autoridades, prestadores de serviços públicos e da sociedade. 

As empresas poderão ainda ordenar a prioridade no abastecimento, direcionando produtos primeiro a serviços públicos essenciais, como saúde e segurança.

O Cade permitiu ainda que custos dessa operação sejam divididos entre as empresas. O protocolo terá validade de 15 dias.

De acordo com o Cade, as empresas terão que continuar atuando de forma independente, sem compartilhamento de informações sensíveis.

Segundo a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis), em 2017 as três empresas eram responsáveis por 65,6% do mercado de gasolina e 75,1% do mercado de diesel no país. Entre os postos, 43,3% usavam a marca de uma das três.

 

To Top