Destaque Cidade

Com Loss, Corinthians volta a ter dificuldade para fazer gols

Presidente do Corinthians indica saída de Romero: 'Não quer renovar'

O maior sinal de desespero do Corinthians apareceu a cinco minutos do fim. Kazim entrou em campo.Osmar Loss apelou para um atacante que não era mais utilizado por Fábio Carille e estava liberado para procurar outro clube.

Não foi o bastante para o técnico evitar sua terceira derrota em quatro partidas no comando da equipe.

O Corinthians perdeu por 1 a 0 para o Flamengo neste domingo (3), no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro.

O time carioca é o líder da competição, agora com 20 pontos. Com 14 conquistados, o Corinthians está em sétimo.

Na quarta (6), a equipe de Osmar Loss terá o clássico contra o Santos, no Itaquerão. O adversário, que estava mergulhado em uma crise, se recuperou neste domingo com goleada sobre o Vitória, na Vila Belmiro (veja mais ao lado).

O Corinthians, que havia feito gols nos últimos seis jogos sob o comando de Carille (14 no total, média de 2,3 por partida), parecia ter deixado no passado seus problemas ofensivos. Porém, desde que Loss assumiu o time, eles voltaram. Foram dois gols em em quatro jogos (média de 0,5).

Neste domingo, mais uma vez, a equipe teve problemas para criar oportunidades de gol. Com o centroavante Roger no banco, não havia referência ofensiva. As melhores jogadas partiam de Jadson, que se lesionou aos 33 min do primeiro tempo. Foi substituído pelo próprio Roger.

A lesão do meia aconteceu no momento em que o Corinthians conseguia sair mais para o ataque. Até então, o Flamengo dominava a partida, mesmo sem criar chances.

Especialmente no primeiro tempo, o jogo foi fraco tecnicamente. Os únicos momentos agudos aconteciam com Vinicius Júnior, que atuava pela esquerda e tentava partir para o drible sobre Mantuan.

Ao perceber o perigo, Loss dobrou a marcação sobre o atacante de 17 anos, já negociado com o Real Madrid (ESP).

Pedrinho deveria cumprir a mesma função para o Corinthians, e tentou, mas estava isolado demais e sem opções para trocar passes.

O Flamengo apenas conseguiu abrir o placar porque, no segundo tempo, Diego entrou no jogo e começou a aparecer com destaque. O meia causou polêmica na última semana ao dizer que a seleção brasileira sentiria sua falta na Copa.

Faltava aproveitar uma oportunidade, o que não vinha acontecendo com Henrique Dourado no ataque. Ele foi substituído por Felipe Vizeu no segundo tempo, alteração que decidiu a partida.

Foi o atacante reserva quem completou rebote de Walter para o gol, aos 34 min.

Atrás no placar, o Corinthians não conseguiu pressionar. Quando isso aconteceu, Loss já havia aberto mão de Pedrinho para ter a criatividade (que não apareceu) de Marquinhos Gabriel.

No fim do jogo, os corintianos reclamaram com o árbitro Anderson Daronco, que terminou a partida quando o clube pressionava a saída de bola dentro da área do Flamengo.

Estádio: Maracanã, no Rio

Público/renda: 44.075 pagantes (total: 49.222) / R$ 2.033.277,00

Juiz: Anderson Daronco (RS)

Cartões amarelos: Jonas, Diego e Renê (F); Balbuena (C)

Gol: Felipe Vizeu, aos 34min do 2º tempo

FLAMENGO

Diego Alves; Rodinei, Léo Duarte, Rhodolfo e Renê; Jonas; Lucas Paquetá e Diego; Everton Ribeiro (Jean Lucas), Henrique Dourado (Felipe Vizeu) e Vinícius Júnior (Marlos Moreno). T.: Marurício Barbieri

CORINTHIANS

Walter; Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel (Kazim) e Maycon; Pedrinho (Marquinhos Gabriel), Jadson (Roger), Rodriguinho e Mateus Vital. T.: Osmar Loss

To Top