Destaque Cidade

Tite contém euforia após volta de Neymar em grande estilo

Tite não escondia a felicidade pelo sucesso de Neymar em seu retorno aos campos de futebol. O técnico da seleção brasileira rasgou elogios ao atacante do Paris Saint-Germain após a vitória por 2 a 0 sobre a Croácia, neste domingo (3), em Liverpool.

O jogo na Inglaterra foi o primeiro do camisa 10 desde que ele passou por uma cirurgia no pé direito, no dia 3 de março, em Belo Horizonte.

Minutos depois da festa no vestiário de Anfield, o técnico tentou conter a euforia e pediu paciência com o atacante.

“Ele [Neymar] voltou acima do padrão normal, muito acima da minha expectativa. Eu esperava muito menos dele porque é um processo de retomada”, disse Tite, antes de adotar tom mais cauteloso.

“Ele vai ter oscilações, teve nos treinamentos. Só no terceiro ou quarto jogo vai estar no padrão normal. Vai acontecer, não crie expectativa porque ele foi acima”, completou.

Pela previsão de Tite, Neymar só estará em plena forma no final da primeira fase da Copa do Mundo da Rússia. O Brasil estreia contra a Suíça no dia 17. A equipe nacional ainda enfrentará a Costa Rica, no dia 22, e a Sérvia, no dia 27, pela fase de grupos.

Antes, faz novo amistoso. No próximo domingo (10), enfrenta a Áustria, em Viena. Depois da partida, a delegação viaja para a Rússia.

Após o jogo em Liverpool, Neymar disse que considera estar em 80% da forma ideal. Ele já havia dito que não se considerava totalmente pronto no embarque para a Inglaterra, há uma semana.

“Fiquei muito contente, muito feliz. Esperei muito tempo para isso, sofri. Foram três meses doloridos, mas fundamentais para estar aqui”, disse o atacante.

“Tenho que agradecer muito às pessoas que me acompanharam, o Rafa [Rafael Martini, fisioterapeuta] e o doutor [Rodrigo Lasmar, médico da seleção]. Quando eu vi a bola entrar fiquei muito contente. Não sabia nem como comemorar. Só lembrava das pessoas que me ajudaram”, completou o atacante.

Depois de fazer seu gol, Neymar correu em direção ao banco de reservas e deu um forte abraço em Lasmar, que foi responsável por fazer a cirurgia no pé do jogador.

O atacante surpreendeu o treinador pela movimentação e pelas boas jogadas que fez nos cerca de 45 minutos em que esteve em campo.

Ele entrou no segundo tempo na vaga do volante Fernandinho, que teve uma atuação discreta -se preocupou mais com a cobertura do lateral esquerdo Marcelo.

Aos 24 min da etapa complementar, o atacante recebeu pelo lado esquerdo, fintou o zagueiro e finalizou com um forte chute com o pé direito, exatamente o que passou pela cirurgia. A bola ainda bateu no travessão antes de entrar.

O segundo gol foi marcado já nos acréscimos por Roberto Firmino, que também entrou no segundo tempo, no lugar de Gabriel Jesus.

O técnico da seleção brasileira revelou após a partida que o próprio Neymar pediu para ser utilizado apenas no segundo tempo do jogo contra os croatas.

O assunto foi discutido na semana passada no centro de treinamento do Tottenham, onde a seleção faz a segunda parte de sua preparação para a Copa. A primeira etapa foi realizada na Granja Comary, em Teresópolis, entre os dias 21 e 26.

“Queria saber o que ele estava pensando. A vontade dele é importante. Por isso, planejamos assim”, disse.

O desempenho de Neymar foi elogiado até pelos adversários. O meio-campista Luka Modric, do Real Madrid, foi um dos que destacaram o desempenho do atacante.

“No primeiro tempo jogamos de igual para igual, estivemos bem. No entanto, eles melhoraram no segundo com a entrada do Neymar, que fez a diferença”, disse.

Apesar da boa apresentação do atacante, Tite afirmou que terá cuidado para não sobrecarregar o atleta, que estava a pouco mais de três meses sem jogar.

Por isso, dificilmente o camisa 10 atuará os 90 minutos contra os austríacos. O treinador afirmou que só decidirá se ele será titular no próximo domingo após os treinos desta semana. “Não vou precipitar nada, vou esperar.”

O atacante chegou a 54 gols pela seleção brasileira está a um de igualar Romário, terceiro maior goleador.

“São apenas números. São ídolos que estão na minha frente. Tenho total respeito por cada um deles. Fico feliz de estar ajudando a seleção brasileira com gols, mas são apenas números. Cada um tem a sua história”, disse.

Estádio: Anfield Stadium, em Liverpool (Reino Unido)

Juiz: Michael Oliver (ING)

Cartões amarelos: Fernandinho (B), Kramaric, Perisic, Rakitic (C)

Gols: Neymar, aos 24min, e Firmino, aos 47min do 2º tempo

BRASIL

Alisson; Danilo, Thiago Silva, Miranda (Marquinhos) e Marcelo (Filipe Luís); Casemiro; Willian (Taison), Paulinho, Fernandinho (Neymar) e Coutinho (Fred); Gabriel Jesus (Firmino). T.: Tite.

CROÁCIA

Subasic; Vrsaljko, Corluka (Caleta-Car), Lovren e Vida; Rakitic e Badelj (Brozovic); Rebic (Pjaca), Modric (Kovacic) e Perisic; Kramaric. T.: Zlatko Dalic.

To Top