Destaque Cidade

Advogado de Scarpa diz que vai recorrer contra Flu e lamenta lentidão

Após a juíza Dalva Macedo dar ganho de causa ao Fluminense em ação trabalhista e manter Gustavo Scarpa vinculado ao clube carioca, o advogado do jogador,

Bruno Tocantins, afirmou nesta terça-feira (12) que vai recorrer da decisão da Justiça. O responsável pela defesa do meia voltou a contestar os argumentos da sentença e disse que já está trabalhando em um novo recurso.

“Vamos recorrer, já começamos a trabalhar nisso. A gente está trabalhando para que assim que tiver, a gente dar entrada no recurso”, disse o advogado em entrevista à ESPN. “Ela (Dalva Macedo) disse que o fato do Gustavo ter renovado o contrato implicou no perdão das dívidas do Fluminense. Esse é o fundamento principal que a gente não concorda. Em nenhum momento, a Lei Pelé diz que uma renovação perdoe dívidas passadas. A dívida foi reconhecida e ninguém disse o contrário. Além disso, mais de 90% das dívidas são posteriores à renovação.”

Apesar da confiança em reverter a decisão da Justiça, Tocantins lamentou o período que Scarpa seguirá afastado dos gramados. Para o advogado, a lentidão no processo torna impossível apontar quando o jogador estará apto para atuar novamente.

“Isso (retorno) depende da velocidade da Justiça. Sabemos que não é muito rápida. Não é o tempo que o Gustavo gostaria que fosse. A gente tem trâmites a serem observados, recursos, tem o Ministério Público e depois tem a velocidade do relator. A gente não tem como prever porque isso depende de qual relator e qual turma será distribuído o processo, mas entendemos que não é a velocidade necessária que o Gustavo, que é um jogador de 24 anos, gostaria e precisa”, acrescentou.

Scarpa está sem atuar desde 11 de março, quando marcou dois gols na vitória por 3 a 0 do Palmeiras sobre o Ituano, na primeira fase do Campeonato Paulista. Desde que foi impedido de atuar, o atleta mantém a forma em Hortolândia, cidade do interior de São Paulo onde vive sua família.

O atleta tenta se desvincular do Fluminense alegando atrasos no pagamento de direitos de imagem e FGTS. O jogador, no entanto, perdeu a ação trabalhista que corria na 70ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro.

Na semana passada, Scarpa já havia sofrido derrota no Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro. Na ocasião, ele tentava um mandado de segurança para poder jogar pelo Palmeiras enquanto a decisão de primeira instância não saísse.

Plantão de Notícias 24h - WhatsApp 012 99715 1999

Copyright © 2018 Mix Vale

To Top
error: