Últimas Notícias

Recordes de jogos e distâncias farão da Copa de 2026 a maior de todas

FÁBIO ALEIXO

MOSCOU, RÚSSIA (FOLHAPRESS) – A Copa de 2026 já estabeleceu um recorde antes mesmo de começar. Será a maior da história em termos de seleções, jogos, cidades-sede e distâncias entre elas.

Será também a primeira a acontecer em três países diferentes, por causa da vitória da candidatura United 2026, formada por Canadá, México e Estados Unidos. Superaram Marrocos por 134 votos a 65.

As 48 seleções disputarão um total de 80 jogos –contra 64 atuais– em 23 cidades diferentes.

Para isso, os Estados Unidos terão de cortar sete das 17 cidades sugeridas. México e Canadá terão três cada uma.

“Os três países se unindo para fazer um Mundial deixa uma mensagem muito forte para todos e que a união faz a diferença no final. Nós estamos unidos pelo esporte”, afirmou Carlos Cordeiro, presidente da US Soccer, a federação americana de futebol, e um dos chefes da United 2026.

O Mundial ainda terá uma mudança no sistema adotado pela Fifa desde 1966, quando o jogo de abertura passou a ser realizado de maneira isolada em um único dia.

Antes disso, na Copa de 1934, por exemplo, todos os jogos das oitavas de final –que era a primeira fase da competição– aconteceram em um único dia.

Em 2026, serão três jogos de abertura em horários diferentes em Toronto, Los Angeles e Cidade do México.

“A Copa só acontece a cada quatro anos e é uma pena que seja na maioria das vezes em apenas uma país. Quando comecei minha gestão na Fifa, coloquei a questão das sedes conjuntas como uma boa possibilidade. Não é um problema. E com uma Copa com 48 times muitas vezes é difícil para apenas um país sediá-la”, afirmou o presidente da Fifa, Gianni Infantino, abrindo as portas para que isso ocorra mais vezes no futuro.

Em termos de distância, da sede mais ao sul, a Cidade do México, à sede mais ao norte, Edmonton (CAN), são aproximadamente 3.987 quilômetros em linha reta.

To Top