Everton justifica gol perdido em eliminação do Grêmio: "Não estava 100%"

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - Aos 22 minutos do segundo tempo, Everton recebeu de Cícero e entrou sozinho cara a cara com o goleiro Armani. Bateu e o argentino defendeu. O Grêmio vencia por 1 a 0, mas acabou levando a virada do River Plate e se despediu da Libertadores. O lance já aconteceu há mais de uma semana, mas ainda não sai da cabeça do atacante gremista, que nesta quinta-feira (08) se justificou.

"Críticas sempre vão existir. Eu estou muito chateado comigo por ter perdido o gol. A gente abriu 2 a 0 de vantagem (no placar agregado), eu estava sem ritmo, entrei mais para ganhar ritmo, não estava 100%. Se estivesse, talvez teria sido diferente", disse o jogador.

O lance foi lembrado por Renato Gaúcho em sua manifestação que sucedeu o jogo e a eliminação na semifinal da Libertadores. Uma chance clara que poderia ter mudado o rumo da partida.

"Eu procuro nem pensar naquele gol perdido. Foi muito difícil, ainda não esqueci, na noite após o jogo, não consegui dormir", contou Everton.

O próprio Portaluppi citou que Everton se recuperava de lesão, por isso não começou aquele jogo. E depois da oportunidade desperdiçada, o Tricolor levou dois gols, ficando fora do torneio mais importante do continente.

Agora a realidade é o Brasileiro, apenas, e a chance de conquistar vaga direta na próxima Libertadores. Para isso, o Tricolor tem que acabar a competição entre os quatro primeiros. Atualmente é o quinto colocado com 55 pontos, dois a menos que o São Paulo, que está em quarto.

No domingo o adversário será o Vasco, na Arena, a partir das 17h (de Brasília).

Notícias em Destaque