Crimes

João de Deus relatou à polícia ter ‘incontáveis’ carros, várias casas e lucrar R$ 60 mil com sete fazendas em Goiás

Defesa de João de Deus pede liberdade ao STF

O médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, declarou à Polícia Civil que sua renda vem de sete fazendas em Goiás, que ele administra, e rendem R$ 60 mil. Ainda no depoimento, ele disse ter “várias” casas e não sabe quantos carros possui. O médium está preso suspeito de abusar de mulheres que o procuravam para tratamentos espirituais na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia. João de Deus nega as acusações.

Durante as investigações, a Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão em vários endereços ligados a João de Deus. A corporação informou que, no total, foram encontrados R$ 1,6 milhão em espécie, além de pedras que aparentam ser esmeraldas, medicamentos e seis armas de fogo. Boa parte do material apreendido foi encontrada em um porão acessível por um fundo-falso de um armário.

Em entrevista exclusiva ao Fantástico, o delegado Valdemir Branco, que faz parte da força-tarefa que investiga o médium, comentou sobre a grande quantia em dinheiro achada.

“Se ele escondeu é porque veio de algo ilícito. Ele terá que dar explicações”, afirmou o delegado.

A defesa de João de Deus, que sempre negou as acusações, disse à TV Anhanguera que “muito do dinheiro encontrado tem a ver com antigas doações”.

Polícia diz que mala de João de Deus tinha R$ 1,2 milhão em dinheiro vivo

Bens e propriedades

Durante depoimento à corporação, João de Deus disse à Polícia Civil que sua profissão é de “empresário”. Ele também declarou também não saber quanto ganha com “lojas” e a farmácia da Casa Dom Inácio de Loyola, que foi interditada na última sexta-feira (21) por produzir medicamentos em escala industrial sem autorização.

O médium contou que suas sete fazendas ficam em Goiás, mas não disse qual a produção de cada uma. Todas são em diferentes cidades do estado e também não há dados das dimensões das propriedades.

  • 1 fazenda em Crixás
  • 1 fazenda em Itapaci
  • 1 fazenda em Jaraguá
  • 1 fazenda em Anápolis
  • 1 fazenda em São Miguel
  • 1 fazenda em Pirenópolis
  • 1 fazenda em Abadiânia

O Fantástico mostrou no domingo (23), com exclusividade, o interior de uma das casas de João de Deus. As imagens foram feitas na residência dele em Anápolis, a 55 km de Goiânia, e revelam um imóvel tem dois andares, quatro quartos, uma suíte com hidromassagem e um elevador.

Investigações

João de Deus está preso desde o dia 16 de dezembro, quando se entregou à polícia. Ele tem dois mandados de prisão: um por suspeita de abusos sexuais contra mulheres e outro por posse ilegal de arma de fogo.

Segundo a Polícia Civil, os armamentos não têm registro e um deles está com a numeração raspada. Além disso, João de Deus não tem permissão para ter armas.

Armas e dinheiro achados no quarto de João de Deus — Foto: Murillo Velasco/G1

Ao conceder o mandado de prisão por posse ilegal de arma de fogo, o juiz Liciomar Fernandes da Silva, disse que o médium “chefia uma organização criminosa”.

Advogado do médium afirmou, em nota, que o “juiz fez uma afirmação grave e sem qualquer base empírica. Essa é a verdade”.

Situação atual

  • Médium é investigado por estupro, estupro de vulnerável, violação sexual mediante fraude e posse ilegal de arma;
  • MP recebeu 596 relatos de abusos sexuais e identificou 255 vítimas;
  • Mulheres que denunciaram João de Deus ao MP tinham entre 9 e 67 anos ao serem abusadas, conforme os relatos;
  • Médium está preso desde o dia 16 de dezembro;
  • Polícia Civil colheu depoimentos de 16 mulheres. Um inquérito foi concluído e há oito em andamento;
  • Em operações em endereços ligados a ele foram achadas armas, pedras preciosas e mais de R$ 1,6 milhão;
  • Justiça também decretou a prisão do médium por posse ilegal de armas de fogo;
  • Há relatos de supostas vítimas 15 estados brasileiros e outros seis países;
  • MP e polícia também querem apurar denúncia de lavagem de dinheiro;
  • Não há pedido para suspensão do funcionamento da Casa Dom Inácio de Loyola, mas laboratório que fazia medicamentos no local foi interditado;
  • Defesa teve dois habeas corpus negados e foi ao STF;
  • Mesmo que o ministro Dias Toffoli conceda o habeas corpus, João de Deus segue preso por causa do outro mandado de prisão
To Top