Crimes

Sobe o número de vítimas de chacina de São Gonçalo e Itaboraí

Sobe o número de vítimas de chacina de São Gonçalo e Itaboraí

Subiu para nove o número de mortos na chacina nos municípios de São Gonçalo e Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio, na madrugada desta segunda-feira (20). A Polícia Civil acredita que mais duas mortes, que aconteceram nas localidades de Ampliação e Cabuçu, em Itaboraí, estão relacionadas com os outros sete assassinatos que já eram investigados.

Outras quatro pessoas ficaram feridas, internadas no Hospital Estadual Alberto Torres.

De acordo com informações do 35º BPM (Itaboraí), quatro mortes aconteceram no bairro Marambaia, em Itaboraí, às 23h20. Uma delas tinha um trailer de lanches e foi levada pelos bandidos para outro local, onde foi morta. As vítimas de Itaboraí foram identificadas como:

  • Débora Rodrigues, de 46 anos, dona do trailer;
  • Hércules de Souza Costa, que trabalhava como atendente no trailer;
  • Michael Douglas;
  • Alan Patrick

Por volta da 1h, outras três pessoas foram mortas do outro lado da Marambaia, que fica em São Gonçalo. As três vítimas eram da mesma família e estavam dentro de casa. Os parentes disseram que os bandidos bateram na porta e dispararam fogo. Elas foram identificadas como:

  • Gabriel Trigueiro de Oliveira, de 19 anos;
  • Renan Trigueiro de Almeida, primo de Gabriel;
  • Rodrigo Avelino Braga, tio de Gabriel e Renan

A mãe de uma das vítimas se desesperou ao ver o que tinha acontecido: “Gente, socorro! Mataram meu filho! Vem aqui, pelo amor de Deus!”, gritou ela.

De acordo com a Polícia Militar, as mortes estariam relacionadas a disputas entre quadrilhas rivais de traficantes.

Segundo testemunhas, quatro homens chegaram armados e encapuzados em um carro prata. Eles falaram que iriam matar todas as pessoas que tivessem envolvimento com o tráfico de drogas.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí.

Marcas de sangue em um dos locais onde vítimas foram mortas, em Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio — Foto: Reprodução/ TV Globo

Morte de PM perto de local de chacina

Na última quinta-feira (17), o cabo da PM Rodrigo Marcos Paiva foi morto a tiros perto do local das mortes, em São Gonçalo. Ele foi assassinado na frente da mãe enquanto lanchava em uma barraquinha.

No último sábado (19), foram presos dois homens acusados de fazer parte da quadrilha que matou o policial.

To Top