Asia

Açúcar bruto atinge mínima na ICE; café arábica tem maior baixa em 5 semanas

NOVA YORK, LONDRES (Reuters) – Os contratos futuros do açúcar caíram nesta segunda-feira na ICE, com o mercado focado em uma grande conferência da indústria em Dubai, enquanto o contrato março do café arábica caiu abaixo de 1 dólar pela primeira vez desde o começo de janeiro.

AÇÚCAR:

* O contrato março do açúcar bruto caiu 0,04 centavos, ou 0,3 por cento, a 12,67 centavos por libra-peso.

* Os preços foram pressionados pelos valores mais baixos do petróleo e por maior fraqueza do real no Brasil, disseram operadores.

* Operadores seguiram monitorando uma conferência em Dubai, onde discussões abordaram especialmente as dificuldades encaradas pelo setor.

* A indústria açucareira da União Europeia precisa se consolidar para enfrentar os menores preços desde o fim das cotas de produção em 2017, disse o chefe-executivo do Cristal Union à Reuters na conferência. [nL1N2060UV]

* A Louys Dreyfus espera uma troca mais rápida entre as produções de açúcar e etanol no Brasil, com usinas mais flexíveis levando a alterações “dramáticas” direcionadas pelos preços. [nL1N20609Y]

* A incerteza sobre o quanto de cana o Brasil direcionará à produção de açúcar ajudou a manter os futuros em seus níveis, disseram operadores.

* Uma pesquisa da Reuters, entretanto, indicou que pode haver uma modesta recuperação ao final do ano, com perspectiva de déficit global em 2019/20. [nE6N1Z7010]

* O contrato março do açúcar branco fechou em queda de 2,3 por cento, a 326,30 dólares por tonelada, após atingir mínima de cinco semanas, a 325,90 dólares.

* O desconto de março para maio aumentou para até -14,40 dólares antes de o contrato prévio expirar na quarta-feira, indicando pouco apetite para recebimento de entrega, disseram operadores.

CAFÉ:

* O contrato março do café arábica fechou em queda de ou 2,3 por cento, a 1,0020 dólar por libra-peso, após alcançar a mínima de 3 de janeiro, de 99,85 centavos.

* Os preços foram pressionados para baixo pela maior fraqueza do real no Brasil, principal produtor, o que pode encorajar vendas por produtores.

* O vencimento de opções na quarta-feira também pressionou os preços, disseram operadores.

* As exportações de café verde do Brasil em janeiro foram 20,3 por cento maiores do que no mesmo mês do ano passado. [nE6N1Z400M]

* O contrato março do café robusta caiu 26 dólares, ou 1,7 por cento, a 1.504 dólares por tonelada, após operar em mínima de 1.499 dólares.

(Por Ayenat Mersie e Nigel Hunt)

tagreuters.com2019binary_LYNXNPEF1A1LW-VIEWIMAGE

To Top