Economy

Exportação de café do Brasil dispara e tem recorde para janeiro

SÃO PAULO (Reuters) – A exportação de café verde do Brasil somou 3,05 milhões de sacas de 60 kg em janeiro, com uma alta de 20,3 por cento ante o mesmo período de 2018, informou nesta segunda-feira o Conselho de Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), ressaltando um recorde de embarques do produto para o mês.

Os volumes totais, incluindo verde e industrializado, atingiram 3,285 milhões de sacas, aumento de 20,8 por cento na mesma comparação.

“As exportações de café do Brasil seguem em um ritmo intenso. Registramos um recorde histórico para o mês de janeiro, confirmando as estimativas. Esse resultado é reflexo de uma boa safra e da qualidade e competência da cadeia produtiva brasileira”, disse o presidente do Cecafé, Nelson Carvalhaes, em nota.

“Nossa expectativa é que o desempenho das exportações continuará positivo durante o restante do ano cafeeiro…”, acrescentou.

Com relação às variedades embarcadas, o café arábica representou 88,5 por cento do volume total de café exportado em janeiro de 2019, com 2,9 milhões de sacas, crescimento de 15,5 por cento na comparação com janeiro de 2018.

O café solúvel representou 7,2 por cento do volume total exportado, com 237 mil sacas, registrando incremento de 27,7 por cento.

O café conilon (robusta), por sua vez, representou 4,2 por cento das exportações de café brasileiro em janeiro, com 138,5 mil sacas exportadas.

No acumulado do ano-safra 2018/2019 (julho a junho), o Brasil exportou 24,2 milhões de sacas no período, crescimento de 30,5 por cento em relação à mesma base do ano anterior, sendo o melhor resultado dos últimos cinco anos, após uma safra recorde no ano passado.

Em janeiro, o Brasil exportou 631 mil sacas de cafés diferenciados (de melhor qualidade), uma participação de 19,2 por cento no volume total do café embarcado, o que representou crescimento de 20,2 por cento na comparação anual.

(Por Roberto Samora)

To Top