Brasil

Victor Ferraz vê clássico sem favoritos, mas acredita em protagonismo do Santos

Victor Ferraz vê clássico sem favoritos, mas acredita em protagonismo do Santos

A boa fase do Santos, líder geral do Campeonato Paulista com 18 pontos, e que vem jogando em alto nível neste início de temporada, não é suficiente para que o lateral-direito Victor Ferraz avalie que a equipe seja favorita no clássico contra o Palmeiras neste sábado, às 19 horas, no Allianz Parque, pela oitava rodada do torneio.

“Não diria favorito. A gente chega com mais pontos neste momento e surpreendendo muita gente. Não acho que por conta de seis, sete jogos uma equipe sai de duvidosa para grande parte da imprensa e das pessoas e passa a ser favorita contra a equipe mais badalada do Brasil. Em clássico não tem favorito. Quem estiver no melhor dia vai sair vencedor”, afirmou o lateral, em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira no CT Rei Pelé.

Apesar de entender que o Santos não é favorito diante do Palmeiras, Victor Ferraz avalia que é possível ser protagonista na casa do rival, assim como o time tem sido nas últimas partidas, e disse que o time não mudará a forma de jogar. Intensa, a equipe comandada por Jorge Sampaoli não diminui o ritmo mesmo quando está à frente do placar e costuma dominar seus adversários.

“A gente vai tentar (ser protagonista). Eles devem estar procurando maneiras de se prevenir quanto a isso. Eles não devem querer deixar outro time ir lá (no Allianz) e tomar as rédeas do jogo. Eles têm jogadores que gostam de ficar com a bola, mas o nosso estilo não muda, independente de onde a gente joga. Tentamos fazer com que o jogo seja agradável de se assistir e que as pessoas que gostam de futebol passem a querer ver o Santos jogar e ainda assim conseguindo resultados”, disse o lateral.

Para Victor Ferraz, a partida também não é encarada como o principal teste da equipe neste início de temporada. O lateral igualou o Palmeiras aos demais rivais mais importantes do time e analisou que todo clássico tem a mesma importância.

“Não encaro, não. Acredito que todo jogo tem um grau de importância e responsabilidade. É mais um clássico, como foi contra Corinthians e São Paulo. Se eu falasse que sim, eu diria que o Palmeiras é especial por algum motivo. É do mesmo nível que os outros rivais. Claro que é um time que vem bem, é o atual campeão brasileiro, mas a importância é a mesma dos outros clássicos”, enfatizou.

TIME – Victor Ferraz também despistou sobre a escalação que Sampaoli mandará a campo. O lateral, porém, afirmou que não deve haver muitas mudanças. É possível que o comandante argentino mescle titulares e reservas em razão do jogo decisivo contra o River Plate, do Uruguai, na próxima terça-feira, no Pacaembu. O confronto valerá a classificação à segunda fase da Copa Sul-Americana.

“Nem a gente sabe ainda (quem vai jogar). Acredito que o professor deve colocar todos aqueles que tiverem condições de jogo. Terça temos outra decisão. Temos mais um treino agora à tarde e ele deve definir quem vai jogar”, limitou-se a dizer.

Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

To Top