Brasil

Pedrinho vira 12º homem, joga todas e convence Carille a atuar por dentro

Com arbitragem polêmica, Corinthians vence São Paulo e aumenta crise rival

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Pedrinho tenta fazer de 2019 o ano para deslanchar de vez no Corinthians. Após ter boa regularidade no último Brasileirão, ele abre a temporada sendo uma espécie de 12º jogador para Fábio Carille, convencendo o treinador a atuar pelo meio e participando de todas as partidas disputadas pela equipe até aqui. Em 12 jogos o meia soma apenas três titularidades, mas com 491 minutos em campo – média de 41 por jogo. Não são números dignos de protagonista, mas Pedrinho chama a atenção pela presença constante e vira a aposta principal de Carille quando é necessário mudar o time. No elenco inteiro, só Cássio e Gustagol o igualam na quantidade de jogos disputados: pisaram no gramado em todas as partidas do Corinthians em 2019.

Para Pedrinho, é uma evolução e tanto. A esta altura de 2018, ele nem havia estreado na temporada – só jogou a partir de março. O mesmo havia acontecido no ano anterior, quando o meia só debutou como profissional dois meses após ser campeão da Copinha. Ele virou figura carimbada no Brasileirão passado, com 35 partidas jogadas, mas 2019 lhe traz uma mudança importante na disputa por espaço: a posição em que joga. De início Carille evitava usar Pedrinho pelo meio, tendo inclusive dito em entrevista coletiva que “desconhecia” o meio-campista atuando pela faixa central do gramado. O obstáculo seria o tipo físico do jogador, para quem seria difícil jogar de costas para os volantes. A prática, no entanto, contrariou o treinador: o meia revelou preferência por atuar por dentro, ganhou voto de confiança e assim deslanchou.

Foi por dentro que Pedrinho fez a jogada que resultou no gol da vitória do Corinthians sobre o Botafogo-SP, no último domingo (23). O lance não é contabilizado como assistência porque foi Gustagol quem ajeitou de cabeça para Boselli marcar, mas o meia, de qualquer forma, já tem dois passes para gols na temporada – contra a Ponte Preta e contra o Avenida-RS, este seu melhor jogo na temporada. O meia de 20 anos vê sua importância na equipe aumentar frente à lesão de Jadson, que é desfalque amanhã contra o Racing Club (ARG), no jogo de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana. Após empate por 1 a 1 na Arena, o Corinthians vai ao Cilindro de Avellaneda precisando vencer ou empatar por dois ou mais gols para se classificar no tempo normal – a repetição do placar leva tudo aos pênaltis. A expectativa é que Pedrinho seja titular. E pelo meio.

To Top