Últimas Notícias

Covas veta moto na pista expressa da marginal Pinheiros e cria limite de 30 km/h em áreas de SP

portal mix vale notícias últimas

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A gestão Bruno Covas (PSDB) irá restringir o acesso de motociclistas à pista expressa da marginal Pinheiros, no sentido Castello Branco, e criará áreas na cidade de São Paulo em que os carros deverão andar em velocidades mais baixas, de até 30 km/h. 

As medidas estão no Plano de Segurança Viária 2019-2028 e tentam minimizar o alto número de mortes na cidade de São Paulo.

Segundo dados do Infosiga, do governo do estado, em 2018, a cidade não conseguiu reduzir o número de mortes em relação a 2017. A capital registrou 884 mortes no ano passado. A prefeitura ainda apresentará o seu levantamento próprio.

A meta da gestão João Doria/Bruno Covas (PSDB) é chegar em 2020 com o índice de 6 mortes do tipo a cada cem mil habitantes. Pelos dados do Infosiga, a taxa atual é de 7,26. Nova York tem taxa de 2,3.

Pela nova regras, motociclistas não poderão acessar a pista expressa da marginal pinheiros no sentido Castello Branco.

A mudança deverá ocorrer até maio. A proibição às motos já ocorria nas pistas expressa e central da marginal Tietê, entre as 6h e 22h. 

O veto às motos na pista expressa da marginal Pinheiros, no sentido Interlagos, ainda não é possível, pois em alguns pontos dela não há divisão entre pista local e expressa. A CET estuda uma forma de criar uma espécie de pista local nesse sentido da marginal. A meta é que essa separação ocorra até 2020.

A ampliação da restrição às motos tenta frear o aumento do número de mortes de motociclistas nos últimos anos na cidade. Morre cerca de um motociclista por dia em São Paulo. 

ÁREAS CALMAS

Outra novidade do Plano de Segurança Viária é a criação de áreas calmas, ou seja, regiões da cidade em que os veículos deverão andar com velocidades mais baixas. 

Dentro do perímetro dessas áreas os motoristas deverão trafegar até 30 km/h.

A redução da velocidade dos carros se dá não só pela imposição de novos limites de velocidade, mas também com a redução da área destinada aos veículos em alguns pontos de ruas e avenidas, como por exemplo, em algumas curvas e cruzamentos. 

Nas áreas calmas, há também a ampliação de calçadas, reforço da sinalização e instalação de faixas de pedestres elevadas. 

As primeiras regiões que deverão receber áreas calmas são São Miguel, na zona leste, Santana, na zona norte, Lapa, na zona oeste, e no centro da cidade.

Entre os bairros, São Miguel é que tem o projeto de alterações de vias mais avançado, por isso, deve ser a primeira área a receber as novas medidas. 

Licitações deverão ser feitas para a construção dessas intervenções. Cada um desses processos deve durar 120 dias e a gestão Covas já admite que parte das intervenções fiquem para a próxima gestão. 

O plano da prefeitura foi desenvolvido após audiências públicas em 32 subprefeituras. 

To Top