Latin America

Após 6 meses, Toffoli libera entrevista de Lula a jornal

Após 6 meses, Toffoli libera entrevista de Lula a jornal

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, liberou nesta quinta-feira o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a conceder entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, que havia sido proibida há mais de seis meses, antes da eleição presidencial.

A decisão de Toffoli foi divulgada pouco depois de ter sido tornado público que o ministro do STF Alexandre de Moraes havia revogado a ordem de retirar dos sites O Antagonista e da revista Crusoé uma reportagem, publicada na sexta-feira da semana passada, que fazia uma suposta ligação do presidente da corte, Dias Toffoli, com a empreiteira Odebrecht.

A permissão da entrevista de Lula –preso há mais de um ano na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR) cumprindo pena por condenação na operação Lava Jato– foi objeto de uma série de decisões do Supremo.

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF, autorizou em duas ocasiões que o ex-presidente falasse com o jornal, mas posteriormente Fux –quando exercia interinamente a presidência do tribunal– vedou essa autorização. Posteriormente, Toffoli confirmou a decisão de Fux.

Contudo, nesta quinta-feira, Toffoli se valeu de um argumento processual para permitir que Lula conceda a entrevista.

(Reportagem de Ricardo Brito)

tagreuters.com2019binary_LYNXNPEF3H1M2-BASEIMAGE

To Top