Brasil

Beth Carvalho foi ‘uma das maiores maravilhas do Brasil’, diz Caetano Veloso

Beth Carvalho foi 'uma das maiores maravilhas do Brasil', diz Caetano Veloso

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) -Beth Carvalho foi ‘uma das maiores maravilhas do Brasil’, diz Caetano Veloso.  A cantora Beth Carvalho morreu nesta terça (30), aos 72 anos de idade, no Rio de Janeiro. A Madrinha do Samba, como era chamada, vem recebendo diversas homenagens nas redes sociais, tanto de companheiros de profissão e admiradores como dos times de futebol e da escola de samba com os quais ela tinha ligação.

Beth, que morreu em decorrência de uma infecção generalizada, estava internada no Hospital Pró-Cardíaco desde o início do ano. O velório da cantora será realizado nesta quarta (1º), a partir das 10h, no salão nobre da sede do Botafogo, na avenida Venceslau Brás, 72, Rio de Janeiro, em cerimônia aberta. Às 16h o corpo seguirá em cortejo para o crematório do Caju (a cremação será fechada a amigos e familiares).

Caetano Veloso publicou um vídeo no Twitter, dizendo que Beth Carvalho foi “uma das maiores maravilhas do Brasil”. “Ela se tornou a madrinha do renascimento do samba no Rio de Janeiro. Uma das maiores expressões da nossa cultura. Tenho saudades dela”.

Uma das primeiras pessoas a se manifestar, Gal Costa foi a Twitter para lamentar a morte da cantora. “Muita tristeza com a partida da amiga e colega Beth Carvalho. Que toda a família tenha o conforto da fé. Muita tristeza!”, ela escreveu.

No Instagram, a Estação Primeira de Mangueira, pela qual Beth Carvalho desfilava há 50 anos, resgatou uma foto dela no aniversário de 90 anos da escola de samba. “Um dos mais importantes nomes do samba e voz que cantava com alma as cores de nosso pavilhão, Beth nos deixou esse belo registro, no aniversário de 90 anos da sua amada Estação Primeira de Mangueira, no Palácio do Samba”.

À GloboNews, o cantor Marinho da Vila disse que Beth foi uma de suas “maiores intérpretes”.

Veja abaixo outras homenagens a Beth Carvalho:

Gilberto Gil, músico, no Twitter

“O samba está de luto! Com muita dor no coração que eu falo assim, mas Deus sabe o que faz, a gente não sabe o que fala. Que vá com Deus e com os anjos. São os meus sentimentos.”

Elza Soares, cantora, no Twitter

“O samba está de luto! Com muita dor no coração que eu falo assim, mas Deus sabe o que faz, a gente não sabe o que fala. Que vá com Deus e com os anjos. São os meus sentimentos.”

Daniela Mercury chamou Beth de inspiração e amiga: “Você é o samba que nos inspira a resistir, que canta o Brasil mais profundo. Com você vai um pouco de mim, de nós, do Brasil. Conosco fica a sua voz, a sua luta, a sua música. Tudo é eterno na sua arte. Estou imensamente triste com sua partida. Te amo!”

Marcelo D2 escreveu que Beth foi a primeira artista que ele viu os pais ouvindo em casa. “Vai deixar saudade, mas sua obra fica”, completou, agradecendo a cantora e citando um trecho da letra da música “Tesoura Cega”.

Regina Casé, atriz e apresentadora, no Instagram

“Ela amou o samba como poucos, o Fogão, o Rio, o Brasil como poucos…. Muito amor! Vai Beth Carvalho… Vai ficar um pouquinho de você na tamarineira do Cacique, um pouco em General Severiano, um tanto na Ilha de Maré, um tantinho no espaço sideral cantando ‘Ô coisinha tão bonitinha…'”

Beth também foi lembrada pelo Botafogo, seu time de futebol do coração. “Nossa eterna Madrinha, obrigado por tudo”, publicou o clube carioca nas redes sociais. O Atlético-MG também citou o “segundo hino” do time, referindo-se à música “Vou Festejar”, eternizada na voz da cantora e tradicionalmente entoada pela torcida do clube mineiro.

O Governo do Estado do Rio de Janeiro emitiu uma nota de pesar. “Lamento profundamente a morte de Beth Carvalho, uma das melhores e mais importantes cantoras do nosso país”, diz o comunicado, assinado pelo governador Wilson Witzel. “Seus sambas embalaram da minha infância até os dias de hoje. Na sua longa e bem sucedida carreira musical, essa grande intérprete do samba carioca reuniu, ao longo de cinco décadas, fãs de todas as idades, unindo o país em torno da beleza da sua voz e das suas canções.”

Witzel ainda escreveu que o Estado do Rio de Janeiro “ficou mais triste” e se solidarizou com os amigos e familiares da cantora.

Marcelo Crivella, prefeito do Rio, também emitiu uma nota. “Beth Carvalho eternizou alguns dos momentos mais belos da música brasileira. Sua voz suave, em mais de 50 anos de carreira, nos deixou interpretações inesquecíveis de Cartola, Nelson Cavaquinho e outros tantos mestres. Generosa, era chamada de Madrinha do Samba por incentivar jovens talentos que vieram a se consagrar. Hoje, o Rio entardeceu triste, mas, como Beth ensinou, iremos achar o tom. Neste momento de tristeza, saudade e dor, peço a Deus que conforte sua família e legião de amigos e fãs.”

O deputado federal Marcelo Freixo e o candidato a presidente na última eleição, Guilherme Boulos, ambos do PSOL, falaram sobre a sambista no Twitter. “Beth sempre foi uma artista gigantesca, intérprete maravilhosa que colocou seu canto à disposição dos sonhos por um mundo mais justo e solidário”, publicou Freixo.

To Top