Business

CPFL Energia negocia aquisição de fatia da State Grid na CPFL Renováveis

Por Luciano Costa

SÃO PAULO (Reuters) – A elétrica CPFL Energia <CPFE3.SA> anunciou nesta terça-feira memorando de entendimento com sua controladora, a chinesa State Grid [STGRD.UL], para uma potencial aquisição da totalidade da participação da empresa oriental em sua controlada indireta de energia limpa CPFL Renováveis <CPRE3.SA>.

A CPFL Renováveis opera um conjunto de parques eólicos, usinas à biomassa e pequenas centrais hidrelétricas com uma capacidade total de 2,1 gigawatts. A State Grid possui 48,39% da companhia, contra 51,55% da CPFL, com apenas 0,06% dos papéis em circulação no mercado.

“O valor a ser pago pela CPFL Energia pela totalidade das ações de emissão da CPFL Renováveis detidas pela State Grid será negociado e determinado de maneira independente pela CPFL Energia e pela State Grid… observado que a State Grid já declarou que aceita vender as ações a um preço por ação de 16,85 reais”, disse a CPFL Energia em comunicado.

A empresa acrescentou que contratou o UBS para elaborar um laudo de avaliação que indicará uma margem estimada de preço para os papéis. A aprovação final da operação, incluindo preço, ficará a cargo do conselho de administração da CPFL Energia.

As ações da CPFL Renováveis fecharam a segunda-feira negociadas a 12,37 reais por papel.

A operação pela fatia da State Grid na empresa renovável, no entanto, estará sujeita à conclusão bem sucedida de uma oferta subsequente de ações em preparação pela CPFL Energia, afirmou a companhia.

Segundo a CPFL, o objetivo é utilizar “até a totalidade dos recursos líquidos obtidos com a tranche primária da oferta para financiar a aquisição”.

A elétrica explicou ainda que o movimento é “um primeiro passo de uma possível reestruturação mais ampla ainda a ser avaliada” em sua estrutura, “mitigando assim a necessidade de que a CPFL Energia emita novas ações numa potencial consolidação futura envolvendo a CPFL Renováveis”.

INTEGRAÇÃO

A CPFL Energia disse ainda que sua administração pretende concluir estudos e análises sobre uma possível consolidação total ou parcial entre a CPFL Renováveis e a CPFL Geração, braço da CPFL Energia.

Essa consolidação, segundo a CPFL, ainda será avaliada e submetida às aprovações competentes.

Esse movimento, no entanto, somente deverá ser implementado após uma decisão final relativa à obrigação de restabelecimento do free-float da CPFL Renováveis, acrescentou a CPFL no comunicado.

tagreuters.com2019binary_LYNXNPEF4K13S-BASEIMAGE

To Top