Africa

Ao menos nove mineiros ilegais morrem em desabamento de mina no Zimbábue

HARARE (Reuters) – Ao menos nove mineiros que exploravam ouro ilegalmente morreram depois de detonarem explosivos no subsolo e ficarem presos em uma mina de propriedade da Metallon Corporation situada ao norte da capital do Zimbábue, Harare, informou a empresa com sede em Londres nesta segunda-feira.

A Metallon colocou a mina de Mazowe sob manutenção em setembro citando problemas de viabilidade. Uma das maiores produtoras de ouro do Zimbábue, ela ainda opera outras três minas.

Em um comunicado, a Metallon disse que o desabamento da mina ocorreu no domingo, quando mineiros ilegais conseguiram acessar poços subterrâneos e detonaram explosivos.

“Tragicamente, nove mineiros perderam a vida. Nenhum destes mineiros era empregado da Metallon e todos os envolvidos em manter a mina sob manutenção foram encontrados”, disse a empresa.

Ao menos 24 pessoas morreram em fevereiro, quando poços subterrâneos de duas minas abandonadas de Battlefield, que fica a oeste de Harare, foram inundados.

Diante de um desemprego formal de cerca de 80%, milhares de homens jovens arriscam a vida trabalhando diariamente em túneis subterrâneos perigosos em busca de ouro, o maior mineral de exportação zimbabuano.

A nação do sul africano está empenhada em regularizar milhares de pessoas que procuram ouro ilegalmente em todas as partes, inclusive fazendas e minas abandonadas, a maioria na calada da noite.

(Por MacDonald Dzirutwe em Harare e Joe Bavier em Johanesburgo)

tagreuters.com2019binary_LYNXNPEF4Q1AM-VIEWIMAGE

To Top