Europe

Putin diz que próximo premiê britânico deveria esquecer envenenamento de ex-agente duplo

Por Vladimir Soldatkin e Andrew Osborn

SÃO PETERSBURGO/MOSCOU (Reuters) – O presidente russo, Vladimir Putin, disse nesta quinta-feira esperar que o próximo primeiro-ministro do Reino Unido esqueça sobre o envenenamento de um ex-agente duplo na Inglaterra no ano passado para melhorar as desgastadas relações entre os dois países. 

O envenenamento de Sergei Skripal e de sua filha Yulia, em Salisbury, com um agente nervoso levou a uma onda de expulsões diplomáticas e reprimendas. O episódio empurrou os laços entre Londres e Moscou para o pior estado desde o final da Guerra Fria.

Procuradores britânicos desde então acusaram formalmente dois oficias de inteligência militar russa, conhecidos pelos pseudônimos Alexander Petrov e Ruslan Boshirov, de tentativa de homicídio, na ausência dos dois, embora o Kremlin tenha repetidamente negado envolvimento russo.

Ao falar à imprensa nos bastidores de um fórum econômico em São Petersburgo, Putin disse esperar que quem quer que seja o sucessor de Theresa May no cargo de primeiro-ministro enxergue o que ele descreveu como uma visão mais ampla e supere o incidente de Skripal. 

May deve sair do cargo em breve após fracassar em convencer o Parlamento a apoiar o acordo para a retirada do Reino Unido da União Europeia (UE). O Partido Conservador, do governo britânico, está no processo de escolha de seu sucessor.

“Quando tudo for dito e feito, precisaremos virar essa página relacionada a espiões e tentativas de assassinato”, disse Putin.

O presidente russo descreveu Sergei Skripal, um ex-coronel da inteligência do exército russo que traiu dezenas de agentes ao trabalhar para o serviço secreto britânico MI6, como um espião de Londres.

tagreuters.com2019binary_LYNXNPEF551WT-VIEWIMAGE

To Top