Economy

Milho sobe e toca máxima de 5 anos em Chicago; trigo e soja também avançam

CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros do milho em Chicago atingiram nesta sexta-feira uma máxima de cinco anos, por conta dos mercados físicos firmes e de compras técnicas, à medida que mais chuvas são previstas para o Meio-Oeste dos Estados Unidos na próxima semana, prejudicando as perspectivas de produção, disseram operadores.

A previsão de chuvas, que tendem a atrapalhar o plantio, também fez com que a soja avançasse, enquanto o trigo foi impulsionado pela força no milho e fechou em território positivo após uma sessão volátil.

Meteorologistas esperam chuvas nos EUA pelos próximos 15 dias, com os maiores índices pluviométricos sendo estimados para Missouri, Illinois, Indiana e Ohio.

“O persistente clima úmido nessas áreas limitará severamente o plantio restante de soja, aumentando o potencial de reduções significativas na área plantada com soja e somando-se à grande queda na área de milho, que agora já é inevitável”, disse a empresa de tecnologia espacial Maxar em nota diária.

O contrato julho do milho fechou em alta de 11 centavos de dólar, a 4,53 dólares por bushel, depois de atingir 4,5725 dólares, máxima para o vencimento e maior nível para um contrato mais ativo desde junho de 2014.

A soja para julho avançou 8,75 centavos de dólar, para 8,9675 dólares/bushel, enquanto o vencimento julho do trigo fechou em alta de 3 centavos de dólar, a 5,385 dólares por bushel.

(Reportagem de Julie Ingwersen)

tagreuters.com2019binary_LYNXNPEF5D1ZT-VIEWIMAGE

To Top