Internacional

Plano dos EUA para levar refugiados para a Guatemala é ridículo, diz grupo de direitos humanos

Por Sofia Menchu

CIDADE DA GUATEMALA (Reuters) – Um plano para fazer com que solicitantes de asilo de Honduras e El Salvador busquem refúgio na Guatemala em vez dos Estados Unidos poderia colocar em perigo, e não proteger, os refugiados, disse um importante grupo de direitos humanos na sexta-feira, ao mesmo tempo que negociadores norte-americanos se reuniam com autoridades da Guatemala.

O grupo norte-americano Human Rights First disse que era “simplesmente ridículo” que os Estados Unidos assumam que a Guatemala seja capaz de proteger os refugiados quando seus próprios cidadãos estão fugindo para escapar de violência. 

“O governo Trump está dobrando seus esforços para bloquear, barrar e punir refugiados que busquem asilo nos Estados Unidos”, disse Eleanor Acer, uma diretora sênior de proteção a refugiados na Human Rights First. 

“Estas políticas colocam as vidas de refugiados em grande perigo.” 

A Guatemala, assim como seus vizinhos Honduras e El Salvador, sofre com altos níveis de violência provocados principalmente por gangues transnacionais, incluindo o MS-13, que opera dentro das fronteiras dos três países. Muitos solicitantes de asilo citam ameaças de gangues como a razão pela qual eles vão para os Estados Unidos em busca de refúgio. 

Dezenas de milhares de pessoas deixaram a Guatemala para buscar asilo nos Estados Unidos neste ano. Cerca de 150 mil famílias guatemaltecas não documentadas chegaram à fronteira dos EUA desde outubro, de acordo com a Agência Alfandegária e de Proteção da Fronteira norte-americana, muitas delas buscam asilo por conta de temores com a violência em seu país de origem. 

tagreuters.com2019binary_LYNXNPEF5D24S-VIEWIMAGE

To Top