Economia

Apagão massivo afeta a América do Sul e energia começa a ser restaurada

Por Adam Jourdan e Nicolás Misculin e Eliana Raszewski

BUENOS AIRES (Reuters) – A energia começou a voltar à rede por volta do meio-dia depois que um grande apagão atingiu a Argentina, o Uruguai e o Paraguai no começo deste domingo, deixando dezenas de milhões sem energia, disseram as autoridades.

A rede da Argentina “entrou em colapso” por volta das 7h, horário local, deixando todo o país sem energia elétrica, informou a Secretaria de Energia da Argentina em um comunicado. A paralisação também cortou a eletricidade em áreas dos vizinhos Uruguai e Paraguai.

Distribuidores de energia em Argentina, Paraguai e Uruguai, cujas populações somam quase 55 milhões, disseram que a energia está sendo restaurada nas principais cidades, incluindo Montevidéu e Buenos Aires.

A agência de energia da Argentina informou em comunicado que começou a investigar as causas da paralisação, mas não forneceu detalhes até o meio-dia.

A empresa de energia Edesur Argentina informou que devolveu o serviço a 450 mil de seus clientes na área metropolitana de Buenos Aires até o meio-dia, horário local, mas considerou a interrupção “excepcional” e disse que provavelmente levaria o resto do dia até restaurar a eletricidade por completo em toda a região afetada.

A UTE, empresa de energia do Uruguai, informou em suas mídias sociais que a energia havia sido reestabelecida em partes de Montevidéu e da costa sul do Uruguai. No Paraguai, a capital Assunção não foi afetada pela interrupção, mas os fornecedores locais disseram que estavam restaurando a eletricidade em cidades menores e áreas rurais.

Um porta-voz da operação do sistema de energia para o Brasil afirmou que a interrupção não havia impactado o vizinho da região.

(Por Eliana Raszewski, Nicolas Misculin e Adam Jourdan em Buenos Aires; Reportagem adicional de Luciano Costa em São Paulo e Rishika Chatterjee em Bangalore, Daniela Desantis no Paraguai)

tagreuters.com2019binary_LYNXNPEF5F0PK-VIEWIMAGE

To Top