Economia

Israel participará de conferência sobre a Palestina liderada pelos EUA

JERUSALÉM (Reuters) – Os israelenses participarão de uma conferência liderada pelos EUA no Bahrein, na próxima semana, sobre propostas para a economia palestina como parte de um plano de paz, afirmou o ministro das Relações Exteriores, Israel Katz, neste domingo.

Os Estados Unidos classificaram o encontro como uma oficina para impulsionar a economia palestina, parte de um esforço mais amplo do governo do presidente Donald Trump para enfrentar o conflito Israel-Palestina.

Uma fonte informada sobre o evento disse à Reuters que Israel enviaria uma delegação empresarial, mas não funcionários do governo, para a oficina de 25 a 26 de junho, que está sendo boicotada pela liderança palestina.

“Israel estará na conferência do Bahrein e todas as coordenações serão feitas”, disse Katz, ao Canal 13 News, em Nova York.

No Twitter, Katz acrescentou que a representação de Israel ainda não foi decidida e que as capacidades de alta tecnologia e inovação do país podem beneficiar muito o desenvolvimento da região.

A Casa Branca não respondeu imediatamente a um pedido de comentários sobre o nível de representação que Israel deveria ter na conferência.

Autoridades norte-americanas disseram que estão convidando ministros da economia e finanças, além de líderes empresariais, para o Bahrein para discutir investimentos nos territórios palestinos.

Líderes palestinos rejeitaram a conferência, alegando viés pró-Israel de Washington.

Os palestinos dizem que o plano de paz dos EUA ainda não publicado está aquém da meta de um Estado. Eles culpam a ajuda norte-americana e as restrições israelenses a uma crise econômica na Cisjordânia ocupada e na Faixa de Gaza.

(Por Dan Williams e Maayan Lubell em Jerusalém e Steve Holland em Washington)

To Top