Economy

Grãos recuam em Chicago por chuvas e condições de safra além do esperado nos EUA

Por Tom Polansek

CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros dos grãos em Chicago ampliaram suas perdas nesta terça-feira, à medida que as safras no Meio-Oeste norte-americano devem se beneficiar com chuvas, segundo operadores.

Os preços também foram pressionados por vendas técnicas e índices de condições de safra do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) além do esperado.

As chuvas em partes do Meio-Oeste e do Delta do Mississippi reduziram temporariamente as preocupações a respeito do risco de danos à soja e ao milho por conta do tempo quente e seco.

Os agricultores estão nervosos no que diz respeito à qualidade e ao tamanho de suas safras, depois que fortes chuvas e inundações causaram atrasos sem precedentes ao plantio de milho nesta primavera (do Hemisfério Norte). Os problemas na semeadura deixaram algumas culturas com sistemas radiculares superficiais, o que faz delas mais vulneráveis aos danos provenientes do clima desfavorável.

“Toda essa chuva está fornecendo umidade benéfica para as safras de verão de desenvolvimento tardio”, disse o USDA em uma atualização climática diária.

O contrato mais ativo do milho, para dezembro, recuou 1,2%, para 4,4125 dólares por bushel. O declínio amplia as perdas de segunda-feira, quando o vencimento mais ativo despencou quase 3% depois de tocar uma máxima de cinco anos.

A soja para novembro cedeu 1,6%, para 9,06 dólares/bushel, enquanto o contrato setembro do trigo fechou em queda de 0,1%, a 5,075 dólares/bushel.

(Reportagem de Tom Polansek em Chicago, com reportagem adicional de Michael Hogan em Hamburgo, Colin Packham em Sidney e Emily Chow em Kuala Lumpur)

tagreuters.com2019binary_LYNXNPEF6F1N3-BASEIMAGE

To Top