Business

Barclays reduz projeção de preço do petróleo em 2019 e 2020 por receio sobre demanda

(Reuters) – O Barclays reduziu nesta quinta-feira suas previsões de preço para o petróleo no segundo semestre deste ano e em 2020, dizendo que espera um crescimento mais lento da demanda devido a um cenário macroeconômico global mais fraco do que o esperado.

O banco reduziu as projeções para o Brent e o petróleo dos EUA em 2019 em 2 dólares, para 69 dólares por barril e 61 dólares por barril, respectivamente. Também cortou sua previsão de 2020 para o Brent em 6 dólares, para 69 dólares, enquanto para o WTI houve corte de 5 dólares, para 62 dólares por barril.

O crescimento do consumo deve desacelerar em 2019 para alta de pouco mais de 1 milhão de barris por dia na comparação anual, já que “o protecionismo crescente em meio à desaceleração global da indústria” pesa significativamente sobre a demanda neste ano, disse o banco em nota.

“No entanto, acreditamos que as preocupações com um excesso de oferta são excessivas e as principais tendências em relação aos estoques de petróleo nos EUA e no mundo seguem favoráveis”, disseram analistas do banco, acrescentando que “o mercado está subestimando a demanda e superestimando o crescimento da oferta aos atuais níveis de preços”.

Os preços do petróleo operam praticamente estáveis nesta quinta-feira, depois de queda na sessão anterior, quando dados oficiais mostraram que os estoques de produtos como a gasolina nos EUA subiram acentuadamente na semana passada, sugerindo fraca demanda em um período em que tradicionalmente há maior uso do combustível no país.

(Por Brijesh Patel em Bangalore)

To Top