Economy

Trump diz que não usará teto da dívida dos EUA para negociar acordo de gastos com Congresso

WASHINGTON (Reuters) – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira que não pode imaginar usar o teto da dívida do país como ferramenta para negociar um acordo de gastos com parlamentares no Congresso, afirmando que a classificação de crédito do governo é sagrada.

“Com sorte estamos em uma boa posição sobre o teto da dívida. Não posso imaginar ninguém sequer pensando em usar o teto da dívida como ferramenta de negociação”, disse Trump a repórteres na Casa Branca.

“Eu acho que ninguém iria querer usar essa carta.”

A autoridade de empréstimo dos EUA pode se esgotar em algum momento em setembro, de acordo com as últimas estimativas do governo, e não em outubro ou novembro como projetado anteriormente.

A presidente da Câmara dos Deputados, Nancy Pelosi, diz esperar a votação sobre o limite da dívida antes do recesso em agosto. Ela disse na quarta-feira que, para isso acontecer, ela precisa de um acordo nesta semana para que possa ser votado na Câmara até 25 de julho e o Senado possa apreciá-lo antes do recesso.

O secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, disse na quinta-feira que o governo Trump e líderes do Congresso concordaram com níveis de gastos para os próximos dois anos fiscais, mas Pelosi não confirmou que houve um acordo.

(Reportagem de Steve Holland)

tagreuters.com2019binary_LYNXNPEF6I1GR-BASEIMAGE

To Top