Canada

Ativista sueca diz a parlamentares franceses: podem ignorar crianças, não cientistas

Por Simon Carraud e Geert De Clercq

PARIS (Reuters) – A ativista climática sueca Greta Thunberg disse nesta terça-feira que não há problema se alguns parlamentares franceses ignorarem o alerta que ela e outras crianças fazem sobre o aquecimento global, mas implorou para que ouçam os cientistas.

Antes de discursar a um grupo de parlamentares, alguns políticos conservadores e de extrema-direita lançaram insultos e disseram que iriam ignorar a adolescente de 16 anos, que inspirou uma rede global de jovens defensores do clima.

Convidada por um grupo de políticos de vários partidos, Thunberg e várias outras crianças falaram em uma reunião de um comitê parlamentar francês e mais tarde acompanharam da galeria pública uma votação sobre um acordo comercial polêmico entre a União Europeia e o Canadá.

“Algumas pessoas escolheram não vir aqui hoje, algumas escolheram não nos ouvir, e tudo bem, afinal somos só crianças, vocês não têm que nos ouvir. Mas vocês têm que ouvir os cientistas, isso é tudo que pedimos”, disse Greta.

Dois parlamentares destacados do partido conservador Os Republicanos, do ex-presidente Nicolas Sarkozy, chamaram Greta de “guru do apocalipse”, “Prêmio Nobel do Medo” e outros insultos. Um deles pediu que seus colegas boicotassem seu discurso.

Nos últimos meses, milhões de jovens de todo o mundo saíram das escolas às sextas-feiras para apoiar as exigências de Greta por ações urgentes de governos para reduzir as emissões de carbono.

tagreuters.com2019binary_LYNXNPEF6M1FU-BASEIMAGE

Populares

To Top