Economy

Parcela de trigo para moagem na safra da Ucrânia deve crescer, dizem analistas

Por Pavel Polityuk

KIEV (Reuters) – A parcela de trigo para moagem na safra 2019 do cereal na Ucrânia deve avançar para até 70%, ante cerca de 55% em 2018, graças ao tempo quente e seco, disseram nesta segunda-feira analistas e operadores.

As condições de calor no país em maio e junho foram ideais para uma colheita de alta qualidade de trigo, empurrando para cima a proporção de trigo para alimentação humana na safra e criando uma escassez dos grãos destinados à ração animal, que viu, consequentemente, um aumento nos preços.

A Ucrânia, que está entre as principais produtoras e exportadoras de grãos do mundo, havia colhido 21,7 milhões de toneladas de trigo, em 80% da área semeada, até 29 de julho.

Embora o Ministério da Agricultura do país não forneça estimativas para a safra 2019 do cereal, analistas preveem que a produção salte 22%, para 30 milhões de toneladas.

“Quase não há trigo para ração. Tradicionalmente, o trigo de ração vem das regiões a oeste, mas a colheita por lá foi atrasada pelas chuvas. Mas, é claro, este é um ano do trigo para alimentação humana”, disse um operador estrangeiro.

A Ucrânia colheu 24,6 milhões de toneladas de trigo em 2018, das quais 55% possuíam qualidade alimentícia, segundo analistas.

Para este ano, a consultoria APK-Inform acredita que a proporção possa ser de 60% de trigo para alimentação humana e 40% para ração, enquanto a ProAgro estima que a taxa deva ser de 65-70% de trigo alimentar e 30-35% de trigo para ração.

(Reportagem de Pavel Polityuk)

tagreuters.com2019binary_LYNXNPEF6S1CK-BASEIMAGE

To Top