Soja, milho e trigo têm alta em Chicago, mas acumulam fortes quedas na semana

(Blank Headline Received)

Por Mark Weinraub

SÃO PAULO (Reuters) – Os contratos futuros de milho, soja e trigo em Chicago avançaram nesta sexta-feira em uma recuperação técnica, com os operadores ajustando posições depois de o mercado de grãos registrar quedas acentuadas durante a semana.

As fortes perdas da semana –o milho marcou sua maior queda percentual semanal desde junho de 2016– foram causadas por um surpreendente aumento das expectativas para a colheita de milho dos Estados Unidos em relatório divulgado na segunda-feira pelo Departamento de Agricultura do país (USDA).

“Houve um impacto grande com o relatório de safras de segunda-feira e tivemos uma semana difícil, e acho que estamos tendo apenas uma pequena recuperação”, disse Ben Buie, líder da equipe de grãos da MaxYield Cooperative.

O contrato dezembro do milho fechou em alta de 9,75 centavos de dólar, a 3,8075 dólares por bushel, encerrando a sessão pouco abaixo de sua máxima do dia, de 3,81 dólares. Os preços do milho recuaram 8,8% nesta semana.

“O mercado parece sobrevendido após os declínios acentuados”, disse a corretora Allendale em uma nota.

A soja para novembro avançou 9 centavos de dólar, para 8,7975 dólares por bushel, mas acumulou uma queda semanal de 1,4%.

Já o vencimento setembro do trigo fechou em alta de 1,75 centavo de dólar, a 4,7075 dólares/bushel. O contrato cedeu 5,9% na semana.

(Reportagem adicional de Gus Trompiz em Paris e Naveen Thukral em Cingapura)