Benefícios

FGTS: O que acontece se eu não quiser aderir aos novos tipos de saque?

INSS Previdência Pente-Fino Revisão Antencipação Salário Social Reforma da Previdência Aposentadoria Benefícios FGTS Bolsa Família Nis CNIS Extrato Banco Governo Pis Pasep Pis-Pasep Aposentado Idoso FGTS Caixa Banco do Cálculo Demora Brasil Maternidade Auxílio-Reclusão Saques Pagamento Vencimento Retiradas Refis MeuINSS Auxílio-Doença Aposentadoria Por Invalidez Contribuição BPC-Loas Pensão por Morte Pensionista Empréstimo MEi Consignado

FGTS: O que acontece se eu não quiser aderir aos novos tipos de saque?Resposta: Não acontece nada. O trabalhador não está obrigado a aderir nem ao saque imediato que vai permitir a liberação de R$ 500 de cada conta ativa e inativa a partir de setembro, nem ao saque aniversário, que vai permitir a retirada de um percentual do valor depositado no fundo no mês do aniversário do trabalhador e cujas regras vão ser detalhadas em outubro.

O saque aniversário vai depender de adesão prévia, ou seja, o trabalhador vai precisar dizer que QUER ter acesso a ele.

Pelo saque imediato, os R$ 500 vão ser disponibilizados para todos os trabalhadores. Sacar esse dinheiro ou não será opcional. Esse valor só vai cair imediatamente na conta de quem tem conta poupança na Caixa. E quem não quiser receber esse dinheiro precisa avisar a Caixa. Mas só nesse caso.

Entenda as diferenças entre o saque imediato e o saque aniversário

O que é o saque imediato

Todos os trabalhadores, que possuam contas ativas ou inativas do FGTS, podem sacar até R$ 500 de cada uma delas, limitado ao valor do saldo.
Para saber os valores disponíveis para o saque, os canais de recebimento e as opções de crédito em conta.

O cronograma de pagamento está dividido em dois calendários:
Um para quem possui conta poupança na Caixa (contas abertas até 24 de julho de 2019). Para esses correntistas, o crédito será automático a partir das seguintes datas:
Nascidos em janeiro, fevereiro, março ou abril — 13 de setembroNascidos em maio, junho, julho ou agosto — 27 de setembroNascidos em setembro, outubro, novembro ou dezembro — 9 de outubro
Quem tem cartão cidadão pode sacar no caixa automático. Saques abaixo de R$ 100 poderão ser feitos em casas lotéricas. 
Se o trabalhador não quiser receber esse dinheiro na sua conta poupança, deve pedir que esse dinheiro não seja depositado através do site ou pelo Internet Banking CAIXAApp FGTS ou 0800 724 2019.

E quem tem conta em outros bancos?

Quem tem conta-corrente da Caixa ou de outros bancos terá de seguir o seguinte calendário:
Nascidos em janeiro: saque a partir de 18 de outubro de 2019

Nascidos em fevereiro: 25 de outubro de 2019

Nascidos em março: 8 de novembro de 2019

Nascidos em abril: 22 de novembro de 2019

Nascidos em maio: 6 de dezembro de 2019

Nascidos em junho: 18 de dezembro de 2019

Nascidos em julho: 10 de janeiro de 2020

Nascidos em agosto: 17 de janeiro de 2020

Nascidos em setembro: 24 de janeiro de 2020

Nascidos em outubro: 7 de fevereiro de 2020

Nascidos em novembro: 14 de fevereiro de 2020

Nascidos em dezembro: 6 de março de 2020

O que é o saque-aniversário

O saque aniversário é uma alternativa ao saque por rescisão do contrato de trabalho, que permitirá a retirada de parte do saldo da conta do FGTS anualmente, no mês do seu aniversário.

Para ter direito ao saque aniversário vai ser preciso ADERIR A ESSA MODALIDADE.

Ou seja, se não fizer nada, tudo continua como está.

A Caixa vai divulgar informações sobre como e onde optar por esse saque no dia 1º de outubro de 2019.

Ao fazer essa opção, o trabalhador não poderá sacar o total da conta por motivo de demissão, mas tem direito a todas as demais modalidades de saque, incluindo o saque da multa rescisória.

Ficam mantidos os saques para a compra da casa própria, doenças graves, aposentadoria e outros casos já previstos anteriormente na lei.

Depois de aderir ao saque aniversário é possível voltar ao sistema antigo para receber o fundo em caso de demissão, mas terá de esperar para voltar a esse sistema só depois de dois anos.

Como conferir quanto dinheiro tenho no FGTS?

É possível consultar o saldo das contas do FGTS por extrato recebido em casa, pelo site, por aplicativo e pessoalmente nas agências da Caixa.

O primeiro passo é saber o número do PIS/Pasep ou o NIT (Número de Identificação do Trabalhador). O NIT é um código de identificação fornecido pela Previdência Social para quem não tem inscrição no PIS ou no Pasep — caso do trabalhador doméstico, por exemplo.

Onde localizar o número do PIS/Pasep/NIT:

O número do seu NIS/PIS pode ser encontrado:
• no Cartão do Cidadão;
• nas anotações gerai​s da sua Carteira de Trabalho antiga;
• na página de identificação da nova Carteira de trabalho;
• no extrato do seu FGTS impresso.

Fonte: R7

To Top