Asia

Café arábica toca máxima de 1 mês na ICE por preocupações com oferta

NOVA YORK/LONDRES (Reuters) – Os contratos futuros do café arábica na ICE atingiram sua máxima em mais de um mês nesta terça-feira, apoiados por preocupações do mercado com a oferta do Brasil, devido às condições climáticas no país, enquanto o açúcar bruto registrou mínima para o contrato outubro.

CAFÉ

* O contrato dezembro do café arábica fechou em alta de 3,35 centavos de dólar, ou 3,4%, a 1,016 dólar por libra-peso. O vencimento tocou a marca de 1,0225 dólar, sua máxima desde 8 de agosto.

* “Tudo está relacionado à seca”, disse Shawn Hackett, analista da Hackett Financial. “No momento, o padrão climático (no Brasil) não conduz a um bom início para a temporada de floradas, e o mercado reage a isso.”

* O café robusta para novembro avançou 23 dólares, ou 1,76%, para 1.327 dólares por tonelada. Na semana passada, o contrato tocou uma mínima de nove anos, de 1.262 dólares.

AÇÚCAR

* O contrato outubro do açúcar bruto ampliou suas perdas, fechando em queda de 0,04 centavo de dólar, ou 0,4%, a 10,88 centavos de dólar por libra-peso. Durante a sessão, o vencimento tocou uma mínima de contrato de 10,85 centavos.

* O açúcar branco para outubro, que expira ao final da semana, recuou 1,80 dólar, ou 0,6%, a 301,50 dólares por tonelada.

* As usinas do centro-sul do Brasil aumentaram a produção de açúcar na segunda quinzena de agosto em 5,5% na comparação com igual período do ano passado, atingindo 2,5 milhões de toneladas. [nL2N2610FO]

* Os estoques excessivos estão pesando sobre o açúcar, com grandes entregas aguardadas contra os vencimentos tanto do branco quanto do bruto. No entanto, o mercado do adoçante deve entrar em déficit na próxima temporada.

(Reportagem de Maytaal Angel e Jessica Resnick-Ault)

tagreuters.com2019binary_LYNXNPEF89220-BASEIMAGE

To Top