Economy

Câmara aprova urgência para suspender aumento de cota de etanol sem tarifa

Câmara aprova urgência para suspender aumento de cota de etanol sem tarifa.

Por Maria Carolina Marcello

BRASÍLIA (Reuters) – Câmara aprova urgência para suspender aumento de cota de etanol sem tarifa. O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou por ampla maioria nesta terça-feira regime de urgência para a proposta que suspende o aumento da cota de importação de etanol para 750 milhões de litros anuais sem a incidência de taxa de 20%.

O regime de urgência, que torna mais célere a tramitação do projeto do deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), foi aprovado por 319 votos a 101.

O projeto, se aprovado, suspende os efeitos da portaria publicada há menos de duas semanas no Diário Oficial da União, que elevou o volume da cota –que era de 600 milhões de litros/ano e estava para expirar– e estipulou vigência por 12 meses.

A portaria favorece principalmente os Estados Unidos, principais exportadores de etanol para o Brasil, que responderam por 99,7% das importações brasileiras do biocombustível em 2018.

O projeto que suspende do aumento da cota encontra apoio entre deputados do Nordeste, grande importador do etanol dos EUA.

Ainda não há data e nem a intenção, entre os deputados, de votar o mérito da proposta, segundo duas fontes consultadas.

Uma delas encara a votação do requerimento de urgência nesta terça-feira como um recado. Deputados, principalmente da região Nordeste, já manifestavam resistência em relação à portaria, de tema complexo, que também não contou com a simpatia de integrantes de outros Estados.

Soma-se a isso a insatisfação relacionada à liberação de emendas parlamentares. Com a aprovação do mérito, o projeto fica engatilhado, para ser pinçado, caso ocorra algo que desagrade os deputados.

Diante do clima instalado, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que participava de audiência na liderança do Governo na Câmara, reuniu-se com líderes e prometeu a presença de integrantes do governo –da sua pasta e também da Economia– para discutir o tema na próxima semana com deputados.

O aumento da cota de importação de etanol sem tarifa veio após reunião do presidente norte-americano Donald Trump com o chanceler brasileiro Eduardo Araújo e o deputado federal Eduardo Bolsonaro, apontado pelo presidente Jair Bolsonaro para a embaixada do país em Washington.

Segundo a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), que representa produtores no centro-sul e chegou a defender o fim da cota, o estabelecimento de um volume maior de importação sem tarifa envolveria a abertura do mercado norte-americano de açúcar, um dos mais protegidos do mundo.

(Edição de Roberto Samora)

tagreuters.com2019binary_LYNXNPEF8929G-BASEIMAGE

To Top