Economy

Preços do petróleo sobem com foco em riscos da oferta saudita

Por Ahmad Ghaddar

LONDRES (Reuters) – Os contratos futuros do petróleo subiam acentuadamente nesta quinta-feira, apoiados pelos riscos da oferta, à medida que o mercado avalia as consequências dos ataques de drones do último fim de semana à infraestrutura de petróleo saudita.

O petróleo Brent subia 1,38 dólar, ou 2,17%, a 64,98 dólares por barril, às 10:17 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos avançava 0,85 dólar, ou 1,46%, a 58,96 dólares por barril.

Os ataques destruíram cerca de metade da produção de petróleo da Arábia Saudita e limitaram severamente a capacidade de reposição do país, um amortecedor para os mercados de petróleo com uma interrupção não planejada.

“Atualmente, a capacidade global disponível é extremamente baixa após os ataques do final de semana, deixando pouco espaço para interrupções adicionais, o que tende a dar suporte aos preços”, disse o analista de petróleo do UBS Giovanni Staunovo.

No início desta semana, a Arábia Saudita estabeleceu um cronograma para a retomada completa de suas operações, dizendo que havia restaurado os suprimentos aos clientes a níveis iguais aos anteriores aos ataques ao utilizar seus estoques de petróleo.

O reino disse que vai restaurar sua produção perdida até o final deste mês e que vai trazer sua capacidade de produção de volta para 12 milhões de barris por dia até o final de novembro.

“Esses planos sugerem que a Arábia Saudita não terá capacidade excedente pelos próximos dois meses e meio e, portanto, não terá como absorver novos choques”, disse a consultoria Energy Aspects.

Separadamente, dados semanais da Energy Information Administration sobre os estoques de petróleo dos Estados Unidos forneceram um cenário misto.

Os estoques de petróleo nos Estados Unidos, maior produtor mundial da commodity, subiram 1,1 milhão de barris na semana passada, contra as expectativas dos analistas de uma queda de 2,5 milhões de barris.

tagreuters.com2019binary_LYNXMPEF8I16I-BASEIMAGE

To Top