Business

Índice europeu registra quinta semana de ganhos; Novo Nordisk se destaca

Por Susan Mathew e Sruthi Shankar

(Reuters) – As bolsas de valores europeias registraram sua quinta semana consecutiva de ganhos nesta sexta-feira, com os investidores comprando papéis de setores bancário e de petróleo e gás, enquanto a Novo Nordisk subiu após a aprovação pelos Estados Unidos de seu medicamento oral para diabetes.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,33%, a 1.545 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,29%, a 393 pontos, em uma sessão volátil, e subiu 0,3% no acumulado da semana.

Os investidores também procuraram refúgio nos chamados setores defensivos, como serviços públicos, imobiliário e alimentos e bebidas, em antecipação a uma semana carregada de dados econômicos.

A assembleia geral da Organização das Nações Unidas (ONU) também fornecerá pistas sobre as consequências dos ataques a instalações petrolíferas sauditas no último final de semana e indicações de uma possível reunião entre os presidentes do Irã e dos Estados Unidos.

“Depois (da assembleia geral), as coisas podem se tornar mais incertas, o que poderia explicar a demanda por ações defensivas”, disse Teeuwe Mevissen, economista de mercado do Rabobank.

A farmacêutica Novo Nordisk teve alta de 2,6%, depois que a agência de alimentos e medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) dos EUA aprovou uma versão oral do seu medicamento para diabetes, o Semaglutide.

Os mercados globais de ações ficaram assustados no início da semana pelos ataques sauditas que fizeram os preços do petróleo dispararem e alimentaram preocupações geopolíticas. Mas pistas de mais estímulos monetários dos bancos centrais de todo o mundo acalmaram os nervos dos investidores ao final da semana.

O setor de petróleo e gás ganhou 3,4% na semana –seu maior aumento semanal em quatro meses.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,16%, a 7.344 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,08%, a 12.468 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,56%, a 5.690 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,02%, a 22.123 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,47%, a 9.179 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,47%, a 5.016 pontos.

tagreuters.com2019binary_LYNXMPEF8J1TX-BASEIMAGE

To Top