Economy

Preços do petróleo ficam quase estáveis após ataque turco à Síria e alta em estoque dos EUA

Por Laila Kearney

NOVA YORK (Reuters) – Os contratos futuros do petróleo não tiveram direção comum nesta quarta-feira, conforme uma ofensiva lançada pela Turquia sobre a Síria e expectativas de progresso rumo ao fim da guerra comercial entre Estados Unidos e China apoiaram a commodity, mas um aumento nos estoques petrolíferos dos EUA seguraram as altas.

O petróleo Brent fechou em alta de 0,08 dólar, a 58,32 dólares por barril, enquanto o petróleo dos EUA recuou 0,04 dólar, para 52,59 dólares/barril.

A Turquia lançou uma operação militar contra combatentes curdos no nordeste da Síria nesta quarta-feira, disse o presidente Tayyip Erdogan, acrescentando que o objetivo é eliminar um “corredor de terror” ao longo da fronteira turca.

Analistas disseram que os ataques podem impactar na economia da região produtora de petróleo do Curdistão, no Iraque, e alavancar os preços da commodity.

As cotações devolveram os ganhos após o presidente dos EUA, Donald Trump, afirmar que o avanço à Síria é uma “má ideia” que não possui apoio de seu governo.

A alta nos estoques de petróleo dos EUA também limitou os preços. As reservas da commodity avançaram além do esperado na semana passada, em 2,9 milhões de barris, ante expectativas de analistas de um aumento de 1,4 milhão, disse a Administração de Informação sobre Energia (AIE).

(Reportagem adicional de Bozorgmehr Sharafedin em Londres, Florence Tan em Cingapura, Devika Krishna Kumar e Stephanie Kelly em Nova York)

tagreuters.com2019binary_LYNXMPEF9823C-BASEIMAGE

To Top