Business

Unidade de defesa da Airbus adota plano de eficiência para superar desafio de caixa

Por Tim Hepher

LONDRES (Reuters) – A Airbus Defense and Space emitiu um alerta interno de desafios significativos para atingir a meta de fluxo de caixa e outros objetivos para 2019 ao lançar um plano interno de eficiência chamado “Momentum”, disseram pessoas familiarizadas com o assunto.

É a segunda vez em muitos anos que a segunda maior divisão do grupo é forçada a instar seus 33 mil funcionários a economizar mais dinheiro no último trimestre do ano, período em que os clientes do governo geralmente demoram a finalizar os pagamentos.

Este ano, o aperto ganhou mais urgência, já que a Airbus continua travada em uma disputa com a Alemanha devido ao congelamento das exportações de armas para a Arábia Saudita, imposto após a morte do jornalista Jamal Kashoggi por sauditas há mais de um ano.

A equipe da Airbus Defense e Space foi instada a tomar medidas para melhorar a posição de caixa da divisão até o final de 2019, disseram as pessoas, acrescentando que não há números disponíveis.

Uma parte desse esforço é o Momentum, um novo plano destinado a obter melhorias duráveis no desempenho a longo prazo.

Respondendo a uma pergunta da Reuters, um porta-voz da Airbus confirmou o foco em melhorar o caixa e o novo plano de eficiência.

“No final de setembro, como é habitual, a gerência lembrou às equipes da Airbus Defense and Space que precisamos trabalhar duro para atingir nossas metas até o final do ano”, disse o porta-voz.

A Airbus recebeu um total de 208 milhões de euros em cobranças no primeiro semestre relacionadas ao contrato saudita, mas se recusou a citar números sobre as consequências disso em seu fluxo de caixa.

A Airbus Defense and Space é a segunda maior divisão do grupo em vendas e contribui com cerca de 17% de sua receita.

tagreuters.com2019binary_LYNXMPEF981D3-BASEIMAGE

To Top