TopNews

Bélgica prende separatistas catalães a pedido da Espanha

BRUXELAS (Reuters) – Dois líderes catalães procurados pela Espanha devido ao envolvimento em uma iniciativa de independência fracassada foram presos na Bélgica, mas soltos em seguida, e agora esperam uma audiência de extradição, disseram procuradores federias belgas em um comunicado emitido nesta sexta-feira.

A Espanha reativou mandados europeus para Lluis Puig e Toni Comin desde que nove outros líderes separatistas receberam penas de prisão longas em Madri no mês passado devido aos seus papéis em um referendo ilegal e uma declaração de independência para a Catalunha em 2017.

O ex-líder catalão Carles Puigdemont, também alvo de um mandado de prisão, terá que comparecer a um tribunal belga no dia 16 de dezembro.

A Espanha ainda reativou um mandado europeu para a acadêmica Clara Ponsati, que mora na Escócia.

Puig e Comin foram notificados sobre seus mandados de prisão ao se apresentarem à polícia da Bélgica na quinta-feira, mas depois foram libertados com a condição de não deixarem o país.

Eles contestam suas extradições, e uma corte fará uma audiência sobre a questão em 15 de dezembro, disseram procuradores.

(Por Philip Blenkinsop)

tagreuters.com2019binary_LYNXMPEFA71NC-VIEWIMAGE

To Top