Estimativa do Governo é que o pagamento do 13º salário a 81 milhões de Trabalhadores injetará R$ 214 bilhões na economia

18
INSS Previdência Pente-Fino Revisão Antencipação Salário Social Reforma da Previdência Aposentadoria Benefícios FGTS Bolsa Família Nis CNIS Extrato Banco Governo Pis Pasep Pis-Pasep Aposentado Idoso FGTS Caixa Banco do Cálculo Demora Brasil Maternidade Auxílio-Reclusão Saques Pagamento Vencimento Retiradas Refis MeuINSS Auxílio-Doença Aposentadoria Por Invalidez Contribuição BPC-Loas Pensão por Morte Pensionista Empréstimo MEi Consignado

Estimativa do Governo é que o pagamento do 13º salário a 81 milhões de Trabalhadores injetará R$ 214 bilhões na economia. O pagamento do 13º salário aos trabalhadores brasileiros vai injetar R$ 214,6 bilhões na economia em 2019, segundo estimativas doDepartamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Este ano, 80.761.554 pessoas no país deverão ser beneficiadas com o abono de fim de ano, com um valor médio de R$ 2.450,99.

De acordo com as estimativas, 49 milhões desses trabalhadores estão no mercado formal (60,9% do total), incluindo empregados domésticos com carteira assinada. Os beneficiários do INSS somam mais 30,5 milhões (37,7%). Há ainda 1,1 milhão de aposentados e pensionistas da União (1,4%) com direito ao abono. O Dieese, no entanto, não registra dados relativos a inativos e titulares de pensões de estados e municípios.

Para o cálculo do impacto do pagamento do 13º salário, o departamento também não leva em conta os trabalhadores autônomos, os assalariados sem carteira ou os trabalhadores com outras formas de inserção no mercado de trabalho que, eventualmente, recebem algum tipo de abono de fim de ano, pois, segundo o Dieese, é difícil mensurar esses dados.

Ainda segundo o Dieese, o número de pessoas do mercado formal de trabalho que receberá o 13º salário este ano cresceu cerca de 1% em relação a 2018. O valor apurado subiu 5,5%.

Assalariados e domésticos

Considerando apenas o mercado formal, os assalariados dos setores público e privado correspondem a 47,4 milhões de pessoas — excluindo-se os empregados domésticos. Eles vão receber, em média, R$ 3.053,21 de 13º salário. Neste caso, a estimativa é de que R$ 144,7 bilhões serão pagos esses trabalhadores até o fim de 2019.

Quando se considera somente os trabalhadores domésticos com carteira assinada — que somam 1.778.000 de pessoas —, a média do 13º salário para a categoria é de R$ 1.283. No total, esses profissionais vão receber R$ 2,28 bilhões este ano.

Aposentados e pensionistas

No caso de segurados do INSS, 30.461.814 de aposentados e pensionistas serão beneficiados com o abono de fim de ano. A média de valor é de R$ 1.326,96. Ao todo, este grupo receberá R$ 40,4 bilhões até dezembro. Neste caso, considera-se o total a ser recebido pelos beneficiários, independentemente de a primeira parcela já ter sido antecipada em agosto/setembro.

Os aposentados e pensionistas da União com direito ao 13º salário somam 1.128.849 de pessoas. O valor médio recebido em 2019 será de R$ 9.339,70. Para esta categoria, o governo federal vai desembolsar um total de R$ 10,5 bilhões.

Valor médio do 13º salário por setor

Indústria – R$ 3.135,84

Construção civil – R$ 2.258,62

Comércio – R$ 2.082,31

Serviços (inclui a administração pública) – R$ 3.491,39

Agropecuária, extração vegetal, caça e pesca – R$ 1.859,98