Taison, do Shakhtar, é suspenso por uma partida por reação a insultos racistas

68
Taison reage a ofensas racistas da torcida

(Reuters) – O atacante brasileiro Taison, do Shakhtar Donetsk, recebeu uma suspensão de uma partida nesta quinta-feira por ter reagido a insultos racistas do público durante um jogo contra o Dínamo de Kiev neste mês.

O brasileiro de 31 anos mostrou o dedo médio para um setor do estádio ocupado por torcedores do Dínamo e chutou a bola nas arquibancadas depois que ouviu as ofensas durante a vitória de 1 x 0 do Shakhtar.

O jogador foi expulso por causa do incidente e saiu de campo chorando.

A associação mundial de jogadores FIFPro pediu que o cartão vermelho fosse anulado, mas a federação ucraniana de futebol acabou confirmando a suspensão.

A federação também ordenou que o Dínamo dispute uma partida a portas fechadas e lhe impôs uma multa equivalente a 20.695 dólares.

Incidentes de racismo macularam o futebol europeu nos últimos meses.

O atacante italiano Mario Balotelli ameaçou sair de campo depois de ouvir supostos insultos racistas durante a partida do Brescia contra o Hellas Verona na liga italiana neste mês.

Na semana passada, na segunda divisão holandesa, Ahmad Mendes Moreira, atacante do Excelsior, foi alvo de ofensas racistas de uma parcela dos torcedores do Den Bosch e o jogo foi suspenso por meia hora depois que o árbitro decidiu tirar os jogadores do gramado.

O incidente levou a Eredivisie a anunciar que os jogadores das duas divisões principais do futebol holandês farão silêncio no primeiro minuto de suas partidas neste final de semana para protestar.

(Por Hardik Vyas em Bengaluru)

tagreuters.com2019binary_LYNXMPEFAK1P1-VIEWIMAGE