Monção mais forte em 25 anos pode elevar safra de trigo da Índia a recorde em 2020
Asia

Monção mais forte em 25 anos pode elevar safra de trigo da Índia a recorde em 2020

Por Rajendra Jadhav

MUMBAI (Reuters) – A produção de trigo da Índia pode saltar para um segundo recorde anual consecutivo em 2020, já que a monção mais chuvosa em 25 anos deve ajudar os agricultores a expandir a área plantada e também aumentar os rendimentos, disseram autoridades da indústria à Reuters.

Baixe o Aplicativo Gratuito do Portal Mix Vale e fique por dentro de mais notícias.

Mas essa produção maior aumentaria os estoques já crescentes da Índia, potencialmente forçando o segundo maior produtor de trigo do mundo a acelerar a compra de grãos dos agricultores e fornecer incentivos para vendas ao exterior para apoiar os preços locais.

“A área cultivada com trigo e produtividade aumentariam devido às boas chuvas. Certamente, podemos produzir mais do que a produção recorde do último ano”, disse Gyanendra Singh, chefe no Instituto Indiano de Pesquisa de Trigo e Cevada.

A produção de trigo da Índia cresceu para 102,19 milhões de toneladas em 2019.

O país recebeu chuvas de monção durante o período de junho a setembro em um volume 10% acima da média, e as chuvas continuaram durante outubro e novembro, aumentando os níveis de umidade do solo necessários para a semeadura.

As chuvas também elevaram o nível de água nos principais reservatórios da Índia para 86% da capacidade em comparação com 61% há um ano e uma média de 10 anos de 64%, de acordo com dados do governo.

Apenas uma colheita de trigo é cultivada na Índia a cada ano, com o plantio começando no final de outubro e a colheita em março.

Os agricultores tendem a expandir a área de trigo, pois seus preços são mais estáveis ​​do que qualquer outra safra devido às compras do governo, disse Harish Galipelli, chefe de commodities e moedas da Inditrade Derivatives & Commodities em Mumbai.

Nova Délhi estabelece preços mínimos de suporte (MSP, na sigla em inglês) para quase duas dúzias de culturas para estabelecer uma referência, mas as agências estatais compram principalmente arroz e trigo a esses preços.

Para 2020, a Índia aumentou o preço pelo qual compra trigo produzido em 4,6%, para 19.250 rúpias (268,22 dólares) por tonelada.

“Após a alta no MSP, o plantio de trigo se tornou ainda mais atraente para os agricultores”, afirmou Galipelli.

Por enquanto, os operadores dizem que as exportações de trigo da Índia no próximo ano seriam difíceis devido ao seu custo comparativamente alto.

“A Índia pode produzir facilmente mais de 100 milhões de toneladas, mas não pode exportar nem 1 milhão de toneladas, a menos que o governo forneça subsídio para as exportações”, afirmou um operador.

A Índia exportou 226.225 toneladas de trigo no ano fiscal de 2018/19 que terminou em 31 de março, em comparação com um recorde de 6,5 milhões de toneladas em 2012/13, segundo dados do governo.

Maior produção e exportações insignificantes podem forçar o governo a aumentar as compras dos agricultores para garantir que os preços fiquem no MSP ou acima dele, disse Galipelli na Inditrade.

Os estoques de trigo do governo estavam em um recorde de 37,4 milhões de toneladas em 1 de novembro, um aumento de 13% em relação ao ano anterior.

tagreuters.com2019binary_LYNXMPEFAS1IT-VIEWIMAGE

To Top