Açúcar bruto recua de máxima de 9 meses na ICE; arábica tem maior nível em 1 ano

43
(Blank Headline Received)

NOVA YORK/LONDRES (Reuters) – Os contratos futuros do açúcar bruto na ICE recuaram nesta segunda-feira, afastando-se da máxima de nove meses atingida na sessão anterior, enquanto os preços do café arábica tocaram nova máxima de um ano.

AÇÚCAR

* O contrato março do açúcar bruto fechou em queda de 0,19 centavo de dólar, ou 1,5%, a 12,75 centavos de dólar por libra-peso. O contrato de primeiro mês havia avançado para máxima de 13,01 centavos na sexta-feira, seu maior valor desde 26 de fevereiro.

* Operadores disseram que os fundos têm diminuído suas amplas posições vendidas líquidas, embora vendas por produtores ajudem a limitar ganhos.

* No entanto, o panorama técnico altista após a forte performance recente pode fazer com que produtores segurem as vendas e aguardem que as compras por fundos cheguem a eles, disse a corretora Marex Spectron em relatório.

* “Podemos acabar apenas testando o quão forte é o famoso ‘muro das vendas'”, disse a Marex.

* O açúcar branco para março recuou 2,60 dólares, ou 0,8%, a 342,30 dólares por tonelada.

CAFÉ

* O contrato março do café arábica fechou em alta de 2,95 centavos de dólar, ou 2,5%, a 1,22 dólar por libra-peso. O segundo mês atingiu uma nova máxima de um ano, ultrapassando o pico registrado na sexta-feira.

* Operadores disseram que o mercado foi sustentado pela perspectiva de déficit global na temporada 2019/20, enquanto há contínuas preocupações de que condições de seca possam afetar a safra 2020/21 do Brasil.

* O café robusta para março avançou 4 dólares, ou 0,22%, para 1.410 dólares por tonelada.

(Por Nigel Hunt)

tagreuters.com2019binary_LYNXMPEFB11TQ-VIEWIMAGE