Receita Federal será usada para combates de irregularidades do Bolsa Família
Benefícios

Receita Federal será usada para combates de irregularidades do Bolsa Família

Dúvidas frequentes do INSS

Receita Federal será usada para combates de irregularidades do Bolsa Família. O Ministério da Cidadania estuda utilizar a base de dados da Receita Federal para identificar possíveis fraudes no recebimento do Bolsa Família. Em entrevista ao programa “Jornal da Manhã”, da Rádio Jovem Pan, o ministro Osmar Terra afirmou que a pasta está elaborando uma proposta de lei para que haja esse cruzamento de dados porque “se uma família declara IR (Imposto de Renda), dificilmente ela se encaixará nos pré-requisitos para receber o benefício”.

O texto deverá ser apresentado ao presidente Jair Bolsonaro ainda nesta semana e, caso tenha o aval, será levado ao Congresso Nacional.

Em nota, o ministério afirmou que atualmente já realiza o cruzamento de dados com outras fontes, como o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a Relação Anual de Informações Sociais (Rais) e o Sistema de Controle de Óbitos (Sisob).

Uma auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU) identificou recentemente 248 famílias que tinham pelo menos um servidor do Distrito Federal que recebia o Bolsa Família no ano passado. Em um dos casos, a família tinha renda per capita (por pessoa) de mais de R$ 27 mil. No Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, porém, a renda declarada por essa família era de R$ 66.

O objetivo é que o cruzamento de dados com a declaração de Imposto de Renda desses beneficiários ajude a reconhecer fraudes como essas mais rapidamente, além de inibir novas concessões de benefícios irregulares.

Atualmente, a legislação proíbe o repasse de informações das declarações de IR por questões de sigilo fiscal.

To Top