Evento com produtores de leite apresenta técnicas de biotecnologia para reprodução
São Paulo

Evento com produtores de leite apresenta técnicas de biotecnologia para reprodução

DownloadDivulgação/Fundação Itesp

Dentro das atividades do Programa Cultivando Negócios, o Governo de São Paulo, por meio da Secretaria da Justiça e Cidadania e da Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo (Itesp), realizou nesta segunda-feira (13), no Rotary Club de Mirante do Paranapanema, um evento com a participação de mais de 100 produtores de leite dos assentamentos estaduais do Pontal do Paranapanema.

A iniciativa buscou apresentar novas técnicas de biotecnologia de reprodução com transferência de embriões. O evento teve a participação do diretor-executivo da Fundação Itesp, Claudemir Peres, que fez uma apresentação do Programa Cultivando Negócios aos presentes, dos prefeitos Átila Ramiro Dourado, de Mirante do Paranapanema, Miguel Duarte Costa, de Marabá Paulista, Ailton César Herling, de Teodoro Sampaio, do deputado estadual, Ed Thomas, e do assessor do deputado estadual Mauro Bragato, Sérgio Maroto.

Biotecnologia

A palestra principal foi ministrada pelo representante do Condomínio Rural Canto Porto, Evandro Oliveira. Foi demonstrado aos produtores as novas técnicas de biotecnologia de reprodução, por meio de inseminação artificial de embriões.

A fertilização faz com que os animais tenham uma aceleração no melhoramento genético, padronização no grau de sangue, maior número de fêmeas nas propriedades, diluição do custo do sêmen e um valor mais acessível do embrião aos pequenos produtores.

O objetivo é fazer com que animais que são fertilizados e possuem um melhoramento genético produzam mais e, consequentemente, os produtores de leite tenham um ganho na comercialização.

Parceria

Com a parceria, a Fundação Itesp busca alavancar a produção leiteira nos assentamentos estaduais. A média dos animais dos bons produtores de leite é de aproximadamente 15 litros por dia. A meta é que a média ultrapasse 20 litros por dia.

Nosso objetivo é fazer com que os produtores conheçam essa tecnologia com embriões. Assim, eles aumentarão a produtividade, obterão um melhoramento genético e ganharão tempo para formar ótimas vacas. O Pontal do Paranapanema sempre foi referência na produção leiteira no Estado e é necessário inovar para aumentar a lucratividade”, pontuou Claudemir Peres.

“O Condomínio Rural Canto Porto está cadastrado no Programa Cultivando Negócios. Nossos técnicos conversarão com os produtores para que eles obtenham os embriões e comecemos essa parceria. O importante é dar início e mostrar aos produtores de leite que o resultado pode ser excelente em um curto espaço de tempo”, completou.

Durante o evento, também houve a assinatura de Termo de Doação de Equipamento “Kit Pesca” da Fundação Itesp para a Cooperativa de Pescadores e Produtores da Agricultura Familiar (COOPPAF) e a assinatura do Termo de Doação de 5 tubos de concreto da Fundação Itesp para a Prefeitura de Marabá Paulista, para restauração de passagem em estrada rural.

Cultivando Negócios

Lançado recentemente pelo Governo de São Paulo, o programa Cultivando Negócios é uma plataforma digital que facilita, faz a mediação e aproxima os pequenos produtores rurais dos assentamentos estaduais e comunidades quilombolas e compradores, para fortalecer a produção e a geração de emprego, renda e desenvolvimento no campo. O slogan é “Plantou, Colheu, Vendeu”.

O Cultivando Negócios visa a gerar emprego, renda e desenvolvimento para todas as regiões do Estado de São Paulo, como por exemplo, o Vale do Ribeira e o Pontal do Paranapanema, com o objetivo de aumentar a produção e criar tecnologias para os agricultores e comunidades quilombolas.

O post Evento com produtores de leite apresenta técnicas de biotecnologia para reprodução apareceu primeiro em Governo do Estado de São Paulo.

To Top