Polícia dispara gás lacrimogêneo para dispersar milhares de manifestantes em Hong Kong
Asia

Polícia dispara gás lacrimogêneo para dispersar milhares de manifestantes em Hong Kong

Por Jessie Pang e Mari Saito

HONG KONG (Reuters) – A polícia disparou gás lacrimogêneo neste domingo para dispersar milhares de manifestantes antigovernamentais que se reuniram em um parque central de Hong Kong, mas depois eles se espalharam pelas ruas, fazendo barricadas em vias e pinturas com spray em edifícios.

A polícia interveio prontamente quando a manifestação se transformou em uma passeata improvisada. Várias unidades da polícia com equipamento anti-motim foram vistas perseguindo manifestantes, e muitas prisões foram feitas.

Um caminhão de canhão de água dirigia pelas ruas centrais, ladeado por um jipe ​​blindado, mas não era usado.

Os organizadores solicitaram inicialmente uma permissão para passeata, mas a polícia só concordou com um comício estático no parque, dizendo que passeatas anteriores se tornaram violentas.

Quando os manifestantes se espalharam pelas ruas, alguns deles, vestindo roupas pretas, fizeram barricadas nas ruas com guarda-chuvas e móveis, tiraram blocos da calçada e quebraram semáforos.

A polícia disse em comunicado que dois agentes foram atacados com paus de madeira e ficaram feridos na cabeça. Eles também disseram que alguns manifestantes jogaram garrafas de água em outros oficiais que estavam realizando uma operação de ‘revista’.

“Em vista dos incidentes violentos, policiais pediram ao organizador que interrompesse a reunião pública… e apelaram aos participantes que deixassem a área”, informou o comunicado.

A manifestação do “Cerco Universal Contra o Comunismo” foi a mais recente de uma série incansável de protestos contra o governo desde junho, quando Hong Kongers saiu às ruas para expressar sua raiva por causa de um projeto de extradição agora retirado.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG0I0PP-BASEIMAGE

To Top