Principais companhias aéreas dos EUA cancelam voos para China
Asia

Principais companhias aéreas dos EUA cancelam voos para China

Por David Shepardson e Tracy Rucinski

WASHINGTON/CHICAGO (Reuters) – As três principais companhias aéreas norte-americanas anunciaram o cancelamento de voos para a China continental nesta sexta-feira, depois que o Departamento de Estado dos EUA elevou o alerta de viagem relacionado ao coronavírus.

As três companhias, United Airlines, Delta Air Lines e American Airlines, já haviam reduzido voos para a China em meio a uma queda acentuada na demanda conforme o vírus se espalha.

Os anúncios nesta sexta-feira ocorreram antes de um telefonema com autoridades norte-americanas para discutir sobre os voos.

A United e a Delta disseram que continuarão a operar voos saindo da China até os dias 5 e 3 de fevereiro, respectivamente. A United, maior companhia aérea dos EUA a voar para a China, disse que “ajudará a garantir que nossos funcionários e clientes dos EUA tenham opções para voltar para casa”.

Enquanto isso, a American disse que suspenderá todos os voos para China continental a partir desta sexta-feira até 27 de março, mas continuará a voar para Hong Kong.

O governo Trump avalia novas restrições, mas não estava claro se adotaria novas medidas. Alguns executivos das companhias aéreas temiam que, se não interrompessem voluntariamente os voos, o governo tomaria uma medida formal, potencialmente complicando qualquer retomada subsequente.

Os Estados Unidos pediram a seus cidadãos na quinta-feira que não viajem para a China devido ao surto, que infectou quase 10 mil pessoas e foi declarado uma emergência global.

Outras companhias aéreas que interromperam seus voos para a China continental incluem a Air France, a British Airways, a alemã Lufthansa e a Virgin Atlantic.

As principais companhias chinesas ainda estavam operando voos indo e saindo dos Estados Unidos até esta sexta-feira.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG0U2BV-BASEIMAGE

To Top