Estados Unidos aprova uso de instalações militares para quarentena do coronavírus

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Mark Esper, aprovou um pedido do Departamento de Saúde e Serviços Sociais para o uso de instalações militares para facilitar a acomodação de mil pessoas que podem ter que passar por quarentena após chegar do exterior vindos de zonas de risco de contaminação com o coronavírus.

As instalações no Colorado, Califórnia e Texas podem abrigar até 250 pessoas cada uma e foram destacadas para o Departamento de Saúde e Serviços Sociais até o dia 29 de fevereiro. A pasta será responsável por cuidar, transportar e dar segurança para os cidadãos, de acordo com as Forças Armadas dos Estados Unidos.

Cerca de 200 americanos já estão em quarentena após serem evacuados da província de Hubei, na China, onde surgiu o coronavírus. Em ordem executiva assinada pelo presidente americano, Donald Trump, na sexta-feira, dia 31, cidadãos estrangeiros que passaram pela China nos últimos 14 dias estão proibidos de entrar nos Estados Unidos e cidadãos americanos podem ter que passar por quarentena.

Quase 12 mil pessoas no mundo estavam infectadas com o coronavírus e o número de mortos subiu para 259, todos na China, neste sábado. Estados Unidos, Espanha e Alemanha reportaram novos casos. (Com agências internacionais).