Cruz Vermelha busca isenções de sanções conforme Coreia do Norte intensifica campanha antivírus
Asia

Cruz Vermelha busca isenções de sanções conforme Coreia do Norte intensifica campanha antivírus

Por Josh Smith

SEUL (Reuters) – A Cruz Vermelha pediu nesta quinta-feira uma isenção urgente das sanções contra a Coreia do Norte para ajudar a prevenir um surto de coronavírus, após uma epidemia na vizinha China.

“Sabemos que há uma necessidade urgente de equipamentos de proteção individual e kits de teste, itens que serão vitais para se preparar para um possível surto”, disse Xavier Castellanos, diretor da Ásia-Pacífico do Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, em um comunicado.

Uma isenção que permita uma transferência bancária para o escritório da Cruz Vermelha na Coreia do Norte “é essencial como intervenção que salvará vidas”, acrescentou. “Atualmente não há outro modo disponível para intervenção humanitária e devemos agir agora”.

As sanções internacionais impedem uma ampla gama de negócios, comércio e outras interações com a Coreia do Norte. As sanções foram impostas por conta dos programas de armas nucleares e mísseis balísticos do país, que foram desenvolvidos em desafio às resoluções do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas.

A Coreia do Norte não confirmou nenhum caso do novo coronavírus, mas a mídia estatal disse que o governo está estendendo o período de quarentena para pessoas que apresentam sintomas para 30 dias, e que todas as instituições governamentais e estrangeiros que vivem no país devem cumpri-lo “incondicionalmente”.

Já um dos países mais fechados do mundo, a Coreia do Norte interrompeu os vôos e serviços de trem com seus vizinhos, estabeleceu quarentenas obrigatórias de uma semana para estrangeiros recém-chegados, suspendeu o turismo internacional e impôs um bloqueio quase completo sobre as viagens de travessia de fronteira.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG1C1MH-BASEIMAGE

To Top